Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Cidade

Empresa atrasa entrega de ônibus com ar-condicionado em Salvador

Companhia alegou que teve dificuldades em conseguir crédito para comprar os coletivos

[Empresa atrasa entrega de ônibus com ar-condicionado em Salvador ]
Foto : Valter Pontes/Secom PMS

Por Juliana Almirante no dia 01 de Outubro de 2019 ⋅ 07:41

Terminou ontem (30) o prazo para troca de 81 ônibus que deveriam ser substituídos pelos novos modelos com ar-condicionado em Salvador. 

De acordo com o Correio, o titular da Secretaria de Mobilidade de Salvador (Semob), Fábio Mota, informou que a empresa Consórcio Salvador Norte (CSN) atrasou a entrega dos veículos. A companhia alegou que teve dificuldades em conseguir crédito para comprar os ônibus, pórem comprometeu a entregar 30 deles no final de outubro e os outros 51 até o dia 30 de dezembro.

“Há 30 dias, a empresa avisou que não conseguiria cumprir o prazo, e na semana passada informou que 30 ônibus serão entregues em outubro e o restante até dezembro. Estamos conversando com eles diariamente”, declarou Mota.

A prefeitura exigiu que os 25 ônibus executivos da empresa que rodam do Aeroporto até a Praça da Sé sejam usados, a fim de amenizar o atraso na substituição dos coletivos comuns. Estes veículos também têm ar-condicionado e poltronas acolchoadas, mas as passagens eram R$ 0,20 mais caras e a meia-passagem não era aceita.

Com a exigência, desde ontem, os coletivos passaram a custar o mesmo preço dos coletivos comuns (R$ 4) e a aceitar meia-passagem.

A substituição havia sido estabelecida em um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC), firmado entre a concessionária Integra, a prefeitura e o Ministério Público da Bahia (MP-BA). O descumprimento prevê multa de 100 salários mínimos por dia. Apesar disso, em entrevista à TV Bahia, a promotora Rita Tourinho disse que a penalidade não é o mais importante e que o MP acompanha o caso.

Em comunicado, o Consórcio Salvador Norte (CSN), que faz parte da Integra, informou que já comprou os 30 ônibus que serão entregues em outubro e que aguarda o sinal verde de montadoras e Curitiba (PR) para receber os veículos. 

Notícias relacionadas