METROPOLE

Terça-feira, 11 de maio de 2021

Cidade

Juízes europeus enviam carta ao STF criticando prisão de Lula

Carta afirma que revelações do The Intercept Brasil reforçam suspeita que julgamento pode ter sido tendencioso

Juízes europeus enviam carta ao STF criticando prisão de Lula

Foto: Rovena Rosa/Agência Brasil

Por: Catarina Lopes no dia 22 de outubro de 2019 às 19:00

Uma carta enviada aos "colegas magistrados do Supremo Tribunal Federal" por três ex-presidentes de cortes superiores de justiça na Europa pede que brasileiros avaliem "os vícios dos processos iniciados contra Lula", além de afirmar que a Operação Lava Jato se transformou em um partido político que condenou Lula, contribuiu para o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e a ascensão ao poder pelo presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com a coluna de Mônica Bergamo no jornal Folha de S. Paulo, a carta foi assinada pelo ex-presidente do Conselho de Estado da Espanha de 1985 a 1991 e ex-ministro da Justiça do país, Tomás Quadra-Salcedo, e Franco Gallo e Giuseppe Tesauro, que presidiram a Corte Constitucional da Itália em 2013 e 2014, respectivamente.

"Como já foi mencionado por muitos colegas, brasileiros e de outros países do mundo, as revelações do jornalista Glenn Greenwald reforçaram a natureza política da acusação contra Lula", aponta a carta. "Elas também confirmaram aos olhos do mundo, como sempre foi afirmado por Lula e seus advogados, o caráter tendencioso do ex-juiz Moro e do ministério público, e, como resultado, a ausência de um julgamento justo e independente contra o ex-presidente", completa.

"Enquanto o ex-presidente Lula não tiver sua inocência e sua liberdade plena restabelecida, a justiça brasileira não recuperará credibilidade. A falta de confiança no sistema de justiça brasileiro está corroendo o estado de direito e a democracia, com repercussões para todos os juízes do mundo", conclui o texto.

TV METRO

Entrevistas

Rodrigo Maia

Em 10 de maio de 2021
ASSINE O CANALMETROPOLE NO YOUTUBE
Juízes europeus enviam carta ao STF criticando prisão de Lula - Metro 1