Cidade

Grupo de manifestantes desocupa sede do Ibama em Salvador

Superintendente da autarquia, Rodrigo Alves, marcou reunião para discutir a situação

[Grupo de manifestantes desocupa sede do Ibama em Salvador]
Foto : Reprodução/ Instagram

Por Juliana Almirante no dia 23 de Outubro de 2019 ⋅ 08:40

O grupo que ocupou a sede do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), no Nordeste de Amaralina, em Salvador, em protesto com as manchas de óleo que atingem o litoral nordestino, saiu do local depois de o superintendente da autarquia, Rodrigo Alves, marcar uma reunião para discutir a situação.

O encontro será realizado na sexta-feira (25), às 14h, na sede do Ministério Público Federal (MPF-BA). Também serão convidados representantes de órgãos estaduais e federais, a exemplo do INSS, Secretaria Estadual de Saúde, Defesa Civil, Bahia Pesca, Ministério da Saúde, Ministério da Agricultura e o MPF.

Os pescadores estão preocupados com o prejuízo enfrentado por conta da queda das vendas e com a própria saúde, devido às manchas de óleo.

Ontem (22) o Ministério da Agricultura e Pecuária informou que, no próximo mês, 60 mil pescadores artesanais afetados pelo vazamento de óleo no litoral do Nordeste receberão uma parcela do seguro defeso.

Notícias relacionadas