Cidade

‘Pacote anticrime não será solução de todos os delitos’, avalia comandante da PM-BA

Coronel Anselmo Brandão cobrou recursos do governo federal

[‘Pacote anticrime não será solução de todos os delitos’, avalia comandante da PM-BA]
Foto : Stephanie Suerdieck / Metropress

Por Adelia Felix no dia 07 de Novembro de 2019 ⋅ 19:47

O comandante da Polícia Militar baiana, coronel Anselmo Brandão, afirmou à Rádio Metrópole, nesta quinta-feira (7), que o pacote anticrime que irá a plenário na Câmara dos Deputados não vai solucionar os problemas que rondam a segurança pública.

O pacote perdeu os principais pontos defendidos pelo ex-juiz da Lava Jato e ministro da Justiça, Sérgio Moro. O novo texto não aborda a prisão em segunda instância nem o excludente de ilicitude — que, de maneira genérica, eliminaria penas para policiais que matassem em serviço.

“Isso não vai resolver sozinho se não adotarmos outras políticas. Principalmente, a política dos investimentos. Infelizmente, as polícias nos estados têm recepcionado poucos recursos do governo federal. Isso é uma verdade. Tanto que foi criado um grande fundo para segurança pública e até agora os recursos não chegaram”, disse.

Na oportunidade, ele ressalta: “Precisamos de leis fortes. Essa lei vai ajudar, mas não será a solução para esses delitos. Já que nós temos aí uma série de outras leis já implementadas e não vimos grandes repercussões”.

 

Notícias relacionadas