Cidade

Motoristas profissionais são alvos de blitz da Lei Seca durante o Carnaval

Na ação educativa os motoristas passam pelo teste de alcoolemia e recebem material informativo

[Motoristas profissionais são alvos de blitz da Lei Seca durante o Carnaval]
Foto : Jefferson Peixoto/Secom

Por Luciana Freire no dia 20 de Fevereiro de 2020 ⋅ 17:00

Taxistas, motoristas de ônibus, mototaxistas e condutores de carros oficiais da Prefeitura que atuam no Carnaval já começaram a ser abordados nas blitzen de Lei Seca promovidas pela Superintendência de Trânsito de Salvador (Transalvador).

Equipes da Gerência de Educação para o Trânsito (Gedut) iniciaram hoje (20) o projeto de fiscalização dos condutores que trabalham durante o Carnaval. A ação de hoje foi realizada na rodoviária e aeroporto, e se entende durante todos os dias de folia, nas principais estações de ônibus, pontos de táxis e mototáxis, nas regiões de chegada e saída da cidade e nas vias dos circuitos da folia.

No momento da ação educativa, os motoristas passam pelo teste de alcoolemia e recebem material informativo esclarecendo sobre as leis que proíbem o consumo de bebida alcoólica.

De acordo com a gerente de Educação para o Trânsito, Miriam Bastos, que acompanha as ações, o trabalho tem caráter educativo. “Batemos um papo, entregamos material didático com informações e pedimos para que soprem o bafômetro. Na maioria dos casos, tudo corre bem. Mas claro que se encontramos algum condutor bebendo, adotaremos as medidas cabíveis”, disse.

Dirigir sob a influência de álcool, ou de qualquer outra substância psicoativa que determine dependência, configura infração gravíssima, com penalidade de multa (R$ 2.934,70) e suspensão do direito de dirigir por 12 meses. Além disso, existe a medida administrativa que prevê a retenção do veículo até a apresentação de condutor habilitado e recolhimento do documento de habilitação.

Notícias relacionadas