Cidade

SSP registra queda de 26,7 % no número de roubos na quinta-feira de Carnaval

No primeiro dia de evento não ocorreu crime grave contra a vida, como são considerados homicídio, latrocínio ou lesão dolosa seguida de morte

[SSP registra queda de 26,7 % no número de roubos na quinta-feira de Carnaval]
Foto : Alberto Maraux/SSP

Por Matheus Simoni no dia 21 de Fevereiro de 2020 ⋅ 11:58

A Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) divulgou dados das ocorrências registradas no primeiro dia oficial de Carnaval de Salvador após reunião na manhã de hoje (21). Segundo a pasta, houve uma redução de 26,7% dos roubos, sem ocorrência de crimes graves. Ainda de acordo com os dados da SSP-BA, foi registrado aumento dos atendimentos do Corpo de Bombeiros. 

Em números absolutos, a polícia contabilizou 11 roubos nos circuitos Dodô (Barra/Ondina) e Osmar (Centro), enquanto no ano passado foram 15 registros. No primeiro dia de evento não ocorreu crime grave contra a vida, como são considerados homicídio, latrocínio ou lesão dolosa seguida de morte. 

No que diz respeito aos atendimentos de primeiros socorros, o Corpo de Bombeiros realizou 86 procedimentos. As vítimas, na maioria dos casos, passaram mal devido ao uso excessivo de bebidas alcóolicas, baixa hidratação e má alimentação.

Forças de segurança conduziram 299 suspeitos aos postos policiais, dentre eles, oito acabaram presos em flagrante por envolvimentos com roubos, furtos e brigas. Durante abordagens, uma faca e um canivete foram apreendidos.

Os furtos, ações ilícitas sem violência, tiveram um discreto aumento. Foram 101 casos este ano, contra 98 registros de 2019. Fechando as estatísticas, nove lesões leves ocasionadas por brigas foram computadas, mesmo número do ano passado.

"Nesta primeira reunião aproveitamos para ajustar os pequenos detalhes, aperfeiçoando o trabalho integrado das forças de segurança estaduais. Importante lembrar também que a paz na festa depende do folião. Fazemos a nossa parte, mas as pessoas devem ir para as ruas com o sentimento de brincar sem violência", declarou o secretário da Segurança Pública, Maurício Teles Barbosa.

Notícias relacionadas