Cidade

Adelmo Casé elogia carnaval de rua e projeta: 'Ano que vem estarei com minha pipoquinha'

Cantor da banda Negra Cor valorizou iniciativa de blocos sem cordas nas ruas e fez promessa para o próximo carnaval

[Adelmo Casé elogia carnaval de rua e projeta: 'Ano que vem estarei com minha pipoquinha']
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Metro1 no dia 23 de Fevereiro de 2020 ⋅ 22:00

Em entrevista à Rádio Metrópole, o cantor e compositor Adelmo Casé fez elogios à nova tendência dos blocos sem cordas do carnaval soteropolitano. Para o artista, a ausência de espaços demarcados possibilita uma integração mais livre entre o artista e seu público.

"Acho que a maior inovação é o resgate da rua, a pipoca. As pessoas tão deixando de vir pra os camarotes para curtir essa fantasia. É algo de bom que começou com projetos como o Fuzuê, o Furdunço e isso tá sendo uma realidade no carnaval desse ano. O artista não fica tão preso a estar em bloco. Então a reação do público é muito espontânea", avaliou.

Adelmo citou exemplos que considera um sucesso e prometeu que também estará fora das cordas no carnaval do ano que vem. "A Pipoca do Saulo, o Baiana que sempre arrebenta, Mano Brown no carnaval da Bahia foi uma inovação, então acho que vem por aí uma nova maré da livre manifestação musical dos artistas e prometo que ano que vem a Negra Cor também vai estar arrastando sua pipoquinha por aí".

Notícias relacionadas