Cidade

Oposição questiona compra de passagens de ônibus pela prefeitura de Salvador: ‘Submissão’

Para Marta Rodrigues, a gestão ACM Neto está “bancando” o prejuízo dos empresários

[Oposição questiona compra de passagens de ônibus pela prefeitura de Salvador: ‘Submissão’]
Foto : Divulgação / CMS

Por Alexandre Galvão no dia 09 de Abril de 2020 ⋅ 15:03

A oposição ao prefeito ACM Neto (DEM) na Câmara Municipal de Salvador (CMS) questionou a aquisição de R$ 5 milhões de passagens de ônibus feita pela administração junto às empresas. O anúncio foi feito ontem e, segundo Neto, tem como objetivo impedir o colapso do sistema público de transporte na capital. 

Vereadora pelo PT, Marta Rodrigues acredita que a compra deveria passar pelo Legislativo. “É um absurdo. O prefeito não pode abrir mão da receita em favor de um grupo econômico sem passar pela Câmara. Qual auditoria mostrou os prejuízos das empresas para ele tomar essa medida? O prefeito já havia reduzido 30% da frota durante a pandemia sem nenhuma garantia de emprego dos motoristas, a prefeitura já abriu mão de diversas arrecadações, pois os empresários exploram o sistema sem pagamento de outorga. Ano passado a prefeitura aprovou a isenção do ISS, deixando de arrecadar pelos próximos anos cerca de R$ 300 milhões”, lembrou, em entrevista ao Metro1

Para Marta, a gestão ACM Neto está “bancando” o prejuízo dos empresários, mesmo com as vantagens citadas. “Isso mostra a submissão do gestor às empresas de ônibus. É ilegal. Se há um prejuízo, quem está auditando? É mais uma demonstração de submissão aos empresários de ônibus”, apontou.

Notícias relacionadas

[Covid-19: hospital é inaugurado no bairro de Monte Serrat]
Cidade

Covid-19: hospital é inaugurado no bairro de Monte Serrat

Por Kamille Martinho no dia 26 de Maio de 2020 ⋅ 16:40 em Cidade

Gerido pela Associação Obras Sociais Irmã Dulce (Osid), o hospital terá inicialmente 75 leitos, 20 de UTI e 55 clínicos. A unidade funcionará em plantão 24 horas