Cidade

ACM Neto projeta colapso de leitos clínicos em Salvador para 1º de junho

Já os leitos de UTI estão previstos para alcançar 100% de ocupação no dia 3 do mesmo mês

[ACM Neto projeta colapso de leitos clínicos em Salvador para 1º de junho]
Foto : Mateus Pereira/GOVBA

Por Lara Curcino no dia 28 de Maio de 2020 ⋅ 11:35

O prefeito ACM Neto afirmou, em coletiva nesta manhã (28), que os leitos clínicos de Salvador têm previsão de entrar em colapso no dia 1º de junho. Já a projeção para leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) da capital baiana, segundo ele, é de que alcancem 100% de ocupação dois dias depois.

“Se o ritmo continuar como está, no primeiro dia de junho teremos déficit de 34 leitos clínicos e no dia 3 vamos registrar 13 leitos de UTI a menos do que o necessário para atender à população”, explicou o gestor. 

Neto disse ainda que a rede particular enfrenta um momento de aumento na ocupação. “Vinha de quatro ou cinco dias mais tranquilos e os dois últimos acabaram puxando a curva para cima. Hoje temos apenas 21% dos leitos privados disponíveis”.

Apesar disso, a rede pública deu um fôlego para evitar colapso em meio à pandemia de coronavírus. De acordo com o prefeito, houve uma queda para 67% e 76% na ocupação dos leitos clínicos e de UTI, respectivamente, em toda a cidade. “É uma boa notícia, mas, apesar disso, só teremos conforto quando esses números chegarem a menos de 60%”, avaliou o prefeito.

Notícias relacionadas