Cidade

Hospital Couto Maia deve receber teste da vacina chinesa contra a Covid-19

O governador Rui costa já havia anunciado uma parceria entre a Bahia e a China

[Hospital Couto Maia deve receber teste da vacina chinesa contra a Covid-19]
Foto : Carol Garcia/GOVBA

Por Alexandre Galvão/ João Brandão no dia 12 de Agosto de 2020 ⋅ 16:05

Maior hospital especializado em doenças infecto-contagiosas do Brasil, o Instituto Couto Maia deve realizar testes da vacina chinesa CoronaVac, conforme informações obtidas pelo Metro1 com personagens envolvidos diretamente na negociação.

São Paulo foi o primeiro estado brasileiro a testar a vacina. O Instituto Butantan receberá 15 milhões de doses dessa vacina até o final deste ano.

A Bahia é o único estado do Norte e Nordeste que tem recebido testes para a produção da substância que pode imunizar a população brasileira, de acordo com levantamento feito pelo jornal Correio. Ao menos quatro estão sendo testadas em Salvador: uma produzida pela Universidade de Oxford, do Reino Unido, em parceria com a biofarmacêutica AstraZeneca, duas desenvolvidas conjuntamente pelas empresas alemã BioNTech e norte-americana Pfizer, além da vacina chinesa.

O governador Rui costa já havia anunciado uma parceria entre a Bahia e a China. "Nós fizemos o contato com eles para que o Nordeste, e obviamente a Bahia, participassem dessa pesquisa. Eles concordaram e ainda hoje enviarão os documentos para que a gente assine um protocolo conjuntamente já na próxima semana. A partir daí, pediremos autorização à Comissão Nacional de Ética e Pesquisa, do Conselho Nacional de Saúde, e também da Anvisa, para fazermos os testes dessa vacina", disse Rui.

Ainda segundo Rui, se os testes forem aprovados, os lotes da vacina devem ser enviadas em 30 dias. "Seriam em torno de 4 mil pacientes testados por aqui. Essa vacina já foi aplicada em 100 mil chineses e também em outros países". 

Notícias relacionadas