Sexta-feira, 03 de dezembro de 2021

Cultura

Filme sobre quilombo na Chapada é selecionado para festival internacional

Situado a 12 km de distância da sede do município de Palmeiras, o Corcovado ainda luta contra o isolamento e o abandono do poder público

Filme sobre quilombo na Chapada é selecionado para festival internacional

Foto: Divulgação

Por: Metro1 no dia 20 de outubro de 2021 às 11:43

O documentário “Quilombo Corcovado - Ancestralidade”, sobre a comunidade quilombola localizada em Palmeiras, na Chapada Diamantina, foi selecionado para participar da mostra competitiva da 18ª edição do Festival Internacional Panorama Coisa de Cinema. 

O filme de 30 minutos narra a trajetória de resistência da comunidade situada no centro-norte da Bahia. “Durante mais de meio século, o Corcovado viveu sob completo abandono do poder público. Todas as conquistas da comunidade são recentes. O sistema de abastecimento de água, por exemplo, é de 2015, e antes disso eles dependiam de uma fonte que ficava a três quilômetros de distância. O filme conta um pouco dessas dificuldades, mas o foco principal é o trabalho, a união e a fé da comunidade para superá-las", diz o diretor Rafael Lage, que também assina o roteiro e a edição do filme.

O documentário foi produzido a partir do Projeto de Desenvolvimento do Território Quilombo de Corcovado, que tem apoio financeiro do Programa Aldir Blanc Bahia, com recursos direcionados pelo governo federal. A direção passou quatro meses em contato com a comunidade quilombola. 

Rafael Lage foi contratado inicialmente para ministrar oficinas de foto e vídeo a um grupo de jovens do Corcovado e com eles produzir um vídeo de 15 minutos, mas o trabalho ganhou uma dimensão maior.

Agora, após o anúncio da seleção do filme para o Panorama Coisa de Cinema, a coordenação do Projeto de Desenvolvimento e a Associação Quilombola de Corcovado decidiram empreender uma campanha conjunta para levar os atores de “Ancestralidade” para o festival. 

“Essa é mais uma oportunidade de reafirmar o protagonismo da comunidade no projeto. Por isso estamos buscando o apoio de empresários para arcar com os custos de transporte, hospedagem e alimentação para o maior número possível de anciãos e lideranças do Corcovado para que possamos assistir o filme em Salvador”, explica a presidente da Associação, Vilma Novais.

O Corcovado é reconhecido como uma comunidade remanescente de quilombo pela Fundação Palmares desde 2007, mas os direitos fundamentais como acesso à água e energia elétrica só foram conquistados posteriormente, a partir da organização da comunidade em torno da Associação, fundada no ano seguinte.

Situado a 12 km de distância da sede do município de Palmeiras, o Corcovado ainda luta contra o isolamento e o abandono do poder público. A única via de acesso a serviços essenciais, como escola, posto de saúde, farmácia e mercados, é uma estrada sem pavimentação que passa pelo lixão da cidade e não dispõe de linha regular de transporte. 

Filme sobre quilombo na Chapada é selecionado para festival internacional - Metro 1