Terça-feira, 25 de janeiro de 2022

Cultura

Preterida em festival de cinema, atriz negra revela sofrimento após troca: "Não consegui comer"

Edvana Carvalho estava inscrita como atriz principal, mas quem levou o prêmio foi a colega Evelin Buchegger, coadjuvante do filme

Preterida em festival de cinema, atriz negra revela sofrimento após troca: "Não consegui comer"

Foto: Reprodução

Por: Adele Robichez no dia 02 de dezembro de 2021 às 16:19

A atriz baiana Edvana Carvalho se sentiu injustiçada após não ter sido premiada na categoria de “melhor atriz principal” no festival de cinema ‘Cine Pe’, de Recife. Com o filme baiano “Receba!”, ela era a única protagonista feminina entre os concorrentes, então o júri decidiu abrir, sem avisar previamente, o concurso às outras atrizes. Com isso, a atriz coadjuvante do mesmo filme 'Receba', Evelin Buchegger, acabou levando o prêmio na categoria atriz principal

Como mulher negra, já invisibilizada no cenário artístico nacional, Edvana lamentou a atitude, que segundo ela, foi “pelo menos estranha e deselegante”.  “Eu fiquei perplexa. Eles fizeram uma manobra para não me premiar, isso ficou nítido. E eu sou humana, a gente sofre, a comunidade negra sofre. Não consegui comer, só passava líquido na minha garganta”, relatou.

“Nós, mulheres negras, ficamos atrás. O histórico do festival não tem nenhuma pessoa preta na categoria, é muito difícil que mulheres negras sejam reconhecidas nas premiações nacionais”, avaliou. 

Edvana ressaltou que admira o trabalho da sua colega e que o seu questionamento é acerca da mudança de regras repentina. “A escolha de ser protagonista não veio de mim, veio da direção e da produção do filme”, explicou Edvana. “Nenhuma justificativa responde, não há precedentes em outros festivais do Brasil. Não posso estar na cabeça dos jurados para saber qual foi a intenção por trás, mas foi deselegante com o meu trabalho, com a minha pessoa. Foi a forma como foi feita”, completou.

Além da mudança na categoria de “melhor atriz”, o festival realizou outras alterações, concedendo o prêmio de melhor ator para dois atores de um mesmo filme e um prêmio especial ao elenco indicado por outro documentário.

Diante disso, a atriz indagou o motivo de não terem feito outra mudança, que não tirasse o seu reconhecimento. “Evelin merece todos os prêmios do mundo, ela é incrível, mas poderiam ter dado dois prêmios de ‘atriz coadjuvante’, como fizeram com outro filme”, apontou. 

O Festival Cine Pe publicou um comunicado nas redes sociais mantendo a decisão. Nele, a organização reforçou que “quaisquer narrativas que venham a sugerir que o Júri não concedeu o prêmio por questões fora do contexto da qualidade artística inerente ao trabalho de interpretação, mostra-se totalmente equivocada e desvirtuada”.

Procurada pelo Metro1, a atriz Evelin Buchegger informou que, por razões contratuais, não pode se manifestar sobre o assunto.

Preterida em festival de cinema, atriz negra revela sofrimento após troca: "Não consegui comer" - Metro 1