Segunda-feira, 08 de agosto de 2022

Cultura

Documentário busca entender as consequências das manifestações de junho de 2013

"Começou pelos R$ 0,20 e teve consequências no Brasil, que levaram à eleição de 2018", diz o escritor e jornalista Paulo Markun, em entrevista à Rádio Metropole

Documentário busca entender as consequências das manifestações de junho de 2013

Foto: Reprodução

Por: Maria Clara Andrade no dia 04 de agosto de 2022 às 13:02

O escritor e jornalista Paulo Markun, em entrevista à Rádio Metropole, nesta quinta-feira (4), falou sobre o lançamento do seu documentário "Ecos de Junho", disponível na plataforma de streaming Globoplay. O jornalista explicou que o documentário busca entender as consequências das manifestações de junho de 2013. 

"Começou pelos R$ 0,20 e teve consequências no Brasil, que levaram à eleição de 2018", diz. A produção, segundo ele, é uma tentativa de entender esse impacto, mas o jornalista confessa que o documentário não é capaz de responder todas essas perguntas. 

"Isso é feito com esse conjunto de depoimentos que vão se encandeando para mostrar que tinha muita gente na rua, de verdade. Havia as organizações mais diversas participando daquela manifestação. Em vez de ser apenas sobre a tarifa dos onibus, foi algo muito maior", afirma. 

Dentre os entrevistados ouvidos pelo documentário, estão os ex-prefeitos de Salvador, ACM Neto, São Paulo, Fernando Haddad e Rio de Janeiro, Eduardo Paes. 

Paulo Markun acrescenta que o documentário foi fruto de um trabalho de cerca de 4 anos. O filme foca apenas nas consequências desse arranjo que se deu ao longo de junho de 2013. Para o jornalista, muita gente que se elegeu em 2018 estavam envolvidas com as manifestações da época, "e com um projeto determinado", afirma. 

Documentário busca entender as consequências das manifestações de junho de 2013 - Metro 1