Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Quarta-feira, 17 de abril de 2024

Cultura

Alaíde Costa grava música de Caetano Veloso, 50 anos após frustração em tentativa de pedido

"Foi Só Porque Você Não Quis" é uma parceria do baiano com Emicida e estará no próximo álbum da cantora

Alaíde Costa grava música de Caetano Veloso, 50 anos após frustração em tentativa de pedido

Foto: Murilo Alvesso / Fernando Young / Divulgação

Por: James Martins no dia 01 de abril de 2024 às 10:30

Alaíde Costa finalmente conseguiu gravar uma música de Caetano Veloso, compositor até então (acidentalmente) ausente em sua discografia. A canção foi escrita especialmente para fechar a lacuna e se chama "Foi Só Porque Você Não Quis", uma parceria do baiano com Emicida. A gravação estará no segundo álbum da trilogia da artista produzida por Marcus Preto, Pupillo e pelo próprio Emicida, inaugurada com o aclamado "O Que Meus Calos Dizem Sobre Mim" (2022).

O Caso — Em 1974, isto é, há 50 anos, quando coletava canções para o seu disco produzido por Milton Nascimento, Alaíde e o mineiro foram literalmente bater na porta de Caetano Veloso para pedir uma música. O LP "Coração",
lançado em 76 pela gravadora Odeon, porém, não trazia nenhuma música de Caetano. Por quê? Ora, simplesmente porque ele estava dormindo no momento em que os dois foram até sua casa. A história foi contada pela própria Alaíde, no programa Roda Viva exibido no dia 25 de março, na TV Cultura.

Com o disco na rua, Alaíde e Caetano se encontraram em um show de Johnny Alf (1929 – 2010) e o compositor baiano brincou dizendo que “não entrou no coração de Alaíde”. Ao que ela rebateu, também graciosamente: “Não entrou, mas foi só porque você não quis”.

De posse da historinha, Emicida escreveu a letra, que versa o mote da própria cantora, e Caetano Veloso musicou. O próximo álbum de Alaíde Costa será lançado no dia 31 de maio e traz também, no repertório, músicas como "Ata-me" (Junio Barreto), "Bilhetinho" (Rubel, Luz Ribeiro e Emicida), "Meus Sapatos" (Gilson Peranzzetta, Emicida e Rashid), "Moço" (Marisa Monte e Carlinhos Brown) e "Suave Embarcação" (Alaíde Costa e Nando Reis) — esta última gravada com a participação especial de Claudette Soares.