Cultura

'Disco de vinil não é preto, pintam de preto para vender', revela Roberto Sant'Ana

Produtor de discos lapidares como "Refazenda", de Gilberto Gil, e "Transversal do Tempo", de Elis Regina, ele comenta característica mitológica dos famosos LPs

['Disco de vinil não é preto, pintam de preto para vender', revela Roberto Sant'Ana]
Foto : Amana Dultra / Divulgação

Por James Martins no dia 07 de Maio de 2018 ⋅ 14:50

Pelo mundo inteiro cresce o número de cultores dos discos de vinil, o LP, o famoso disco preto. E ser preto é uma característica tão vinculada ao produto quanto o próprio formato: redondo. A turma do Casseta e Planeta, por exemplo, quando lançou um LP, em 1989, o batizou de "Preto com um buraco no meio" – metalinguagem que descreve o próprio disco. Porém, o disco de vinil não é preto. Pelo menos, não originalmente. É o que nos revela o produtor Roberto Sant'Ana.

Um dos homens fortes da indústria do disco (quando isso existia) no país, responsável pelo lançamento de álbuns históricos de Elis Regina, Alcione, Gilberto Gil, Quinteto Violado, Nara Leão, Luiz Caldas e outros, Roberto falou sobre o assunto, de passagem, em conversa com o Metro1. Mas, o fato chamou tanto a atenção que decidimos compartilhar.

"Você sabia que o disco de vinil, o LP, por exemplo, não é preto? Na verdade é acrescentado carvão para ele ficar preto, por uma convenção comercial. O disco preto vende mais! Aliás, arranha tanto por isso: é o carvão que arranha", disse.

E continuou: "É uma convenção, o vinil na verdade é leitoso, mas se comprovou que o preto vende mais. Vou te dar um fato: [o conjunto britânico] Emerson, Lake & Palmer lançou um disco que tinha uma língua vermelha passando no meio. Não vendeu nada. Então recolheram e relançaram o disco preto tradicional, pronto: vendeu milhões!".

Produtor do incensado "Refavela" (1977), de Gil, Roberto diz que os discos coloridos (infantis, por exemplo, que podem driblar a regra) arranham menos, já que são coloridos sem carvão. Porém, de acordo com especialistas, o mesmo carbono é responsável por diminuir o ruído e deixar o disco mais poroso, o que facilita o fluir da agulha. Por isso, os discos coloridos teriam um som inferior.

Notícias relacionadas