Cultura

Bono ironiza Bolsonaro em show do U2

Conhecido pelo engajamento político, líder da banda também fez críticas a Trump e Duterte

[Bono ironiza Bolsonaro em show do U2]
Foto : Reprodução/AP

Por Juliana Rodrigues no dia 29 de Outubro de 2018 ⋅ 14:00

O cantor Bono, líder da banda U2, ironizou o presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro (PSL), em um show da turnê "Experience & Innocence", ontem (29). A apresentação foi realizada em Belfast, na Irlanda do Norte.

Vestido como o demônio MacPhisto, personagem que usa para fazer críticas políticas e sociais desde os anos 1990, Bono alfinetou o capitão reformado e outros líderes, como Rodrigo Duterte, presidente das Filipinas, e Donald Trump, chefe de Estado norte-americano.

"Os demônios de MacPhisto estão tomando o poder ao redor do globo. Meu tipo de pessoa, como Donald, fazendo a América odiar de novo. Meu bonitão filipino, Rodrigo Duterte. Mesmo hoje, nesse dia de eleição. Duzentos milhões de pessoas prestes a ter seu carnaval transformado numa parada militar por um homem chamado Capitão Bossa Nova. Bolsonaro, não esqueçam o nome. Muitos nomes, mas apenas um rosto. O meu", disse.

Confira:

Notícias relacionadas