Cultura

Maestro Fred Dantas revela influências que levaram à carreira musical

Ele contou em entrevista à Rádio Metrópole hoje (20) que teve o primeiro contato com instrumentos musicais na cidade de Urandi, onde morou

[Maestro Fred Dantas revela influências que levaram à carreira musical]
Foto : Matheus Simoni/Metropress

Por Juliana Almirante no dia 20 de Setembro de 2019 ⋅ 12:29

O maestro Fred Dantas contou, em entrevista à Rádio Metrópole hoje (20), as principais influências que o levaram a escolher a carreira musical. Ele diz que precisou desafiar o desejo do pai, o médico Dorivaldo Dantas, que queria que o filho também seguisse carreira na Medicina. 

Natural de Salvador, ele foi morar na cidade de Urandi, centro sul da Bahia, onde teve contato com a primeira influência que ele cita, o Reisado, manifestação cultural e católica também conhecida como Festa dos Reis. 

"O Reisado, aquele 'Deus vos salve casa santa. Aonde Deus fez a morada', que tocava na zona rural. Isso veio dar na minha carreira de etnomusicologia, como pesquisador", cita. A influência acabou resultando no disco  "Bahia - singular e plural".

Ele também elenca a influência de ter frequentado a casa de um morador de Urandi, Libaldo Leão, que tinha 14 filhos.

"Um filho tocava cavaquinho, outro violão... Entre esses filhos, um se destaca que é o Didi, que levou para aquela cidade humilde, pela vivência que ele teve, música de Dolores Duran, o repertório de Jamelão e de Tito Made. A referência de seu Libaldo veio dar na minha vida a orquestra de Fred Dantas, que faz dança de salão. Aquela 'residência' já tinha me dado o conhecimento. Eu tinha as músicas de cor, cantadas por Didi, e o 'iê iê iê', cantado por Betinho", conta. 

Ao chegar em Salvador, aos 15 anos, ele chegou a estudar medicina na Ufba, mas desistiu de continuar após um ano. Pouco tempo depois, ele acabou estudando música na mesma universidade.

O maestro falou ainda sobre sua experiência com o axé, ao gravar, há 30 anos, um disco em comemoração ao aniversário da banda da Polícia Militar.  Segundo Fred Dantas, a orquestra dele foi a primeira do país a tocar o ritmo musical baiano. 

"Foi a primeira orquestra do Brasil que gravou axé, porque as pessoas costumavam contratar orquestra para fazer parte de Frank Sinatra, mas eu dizia que poderia me contratar para fazer as duas coisas", brinca o maestro. 

Notícias relacionadas

[MK entrevista Laurentino Gomes às 11h]
Cultura

MK entrevista Laurentino Gomes às 11h

Por Metro1 no dia 21 de Outubro de 2019 ⋅ 08:57 em Cultura

A entrevista pode ser ouvida através das ondas do rádio, na 101.3, ou ainda pelo aplicativo da Metrópole e também pelo youtube.com/portalmetro1