Cultura

Luciano Huck defende prisão após 2ª Instância: 'vontade legítima da sociedade'

O apresentador, muitas vezes aventado como candidato à presidência, disse ainda que a prática alinharia o Brasil com o padrão mundial da justiça penal

[Luciano Huck defende prisão após 2ª Instância: 'vontade legítima da sociedade' ]
Foto : Divulgação

Por Metro1 no dia 06 de Dezembro de 2019 ⋅ 14:50

Luciano Huck defendeu que o Brasil adote a prisão após condenação em  2ª Instância. Em seu perfil no Twitter, o apresentador argumentou que a prática “alinha o Brasil com o padrão mundial da justiça penal” e também que “a impunidade e os incentivos errados fizeram disparar a corrupção e a violência no país”.

Além disso, Huck, algumas vezes aventado como possível candidato à presidência da República, disse defender a medida também "por entender que esta é uma vontade legítima da sociedade”. Talvez antecipando uma entrada real na política, o marido de Angélica tem se posicionado frequentemente nas redes sociais.

No último domingo (1), ele compartilhou um artigo de Fernando Gabeira, no jornal "O Globo", criticando as recentes declarações sobre o AI-5. Huck também comentou a queda de o boliviano Evo Morales: “Repudio todas as manifestações que vão contra a democracia”.

Notícias relacionadas

[Nação Zumbi anuncia álbum de inéditas para 2020]
Cultura

Nação Zumbi anuncia álbum de inéditas para 2020

Por James Martins no dia 21 de Janeiro de 2020 ⋅ 12:05 em Cultura

O último disco da banda pernambucana tem apenas releituras de clássicos como "Refazenda", de Gilberto Gil, e "Ashes to Ashes", de David Bowie