Cultura

Desfile do bloco feminino Didá terá alas com mulheres trans e gordas

Tema deste ano é "Didá Yabá: Mãe Natureza Guerreira, Natureza Mãe Mulher"

[Desfile do bloco feminino Didá terá alas com mulheres trans e gordas]
Foto : Alberto Coutinho/GOVBA

Por Metro1 no dia 17 de Fevereiro de 2020 ⋅ 09:45

O Bloco Afro Didá vai desfilar nos circuitos Dodô e Osmar, no sábado (22) e na segunda (24) de Carnaval, com o tema "Didá Yabá: Mãe Natureza Guerreira, Natureza Mãe Mulher". Dividido em nove alas com subtemas de conteúdos interligados, o desfile trará denúncias sobre a violência contra a mulher, com ênfase nas agressões sofridas por mulheres negras, além de abordar o desrespeito ao meio ambiente. Há, ainda, alas de exaltação à ação libertária e humanitária desenvolvida por líderes negras e mestiças.

Entre as novidades, estão alas com mulheres trans e gordas. Segundo as dirigentes da Didá, o desfile será “um brado libertador contra a violência ambiental, a violência racial, a violência sexual, a violência obstétrica, além da violência disfarçada em certos padrões estéticos sobre a beleza feminina”. Neste ano, o bloco terá destaques famosos, como a cantora Majur, a atriz Luciana Souza e a hair stylist Negra Jhô.

Haverá, ainda, duas alas que farão referências diretas a crimes ambientais: uma sobre o derramamento de óleo no mar da Bahia e outra sobre as queimadas da Amazônia.

Notícias relacionadas

[Sambista Riachão morre aos 98 anos]
Cultura

Sambista Riachão morre aos 98 anos

Por Matheus Simoni e James Martins no dia 30 de Março de 2020 ⋅ 10:05 em Cultura

Riachão é compositor de sambas como "Cada Macaco no Seu Galho" e "Vá Morar Com o Diabo" e planejava lançar um álbum ainda neste ano