Quinta-feira, 23 de setembro de 2021

Economia

Estudo indica que Nordeste perderá avanço econômico obtido com auxílio emergencial

Rendimento dos habitantes da região aumentou 8,3% em 2020, mas tende a despencar 8% em 2021

Estudo indica que Nordeste perderá avanço econômico obtido com auxílio emergencial

Foto: Leonardo Sá/Agência Senado

Por: Adele Robichez no dia 11 de janeiro de 2021 às 10:20

Um estudo da consultoria Tendências mostra que o rendimento dos habitantes da região Nordeste aumentou 8,3% com o auxílio emergencial, que teve a sua última parcela depositada em dezembro do ano passado.

A pesquisa indica, porém, que essa melhora em 2020 deve ser revertida em uma piora em 2021, pois a a economia tende a despencar 8% na região.

Essa queda só é menor do que a da região Norte, que cresceu 13,1% com o benefício do governo e tem previsão de queda de 8,5%. Considerando a relação dos dados, porém, os nordestinos voltarão praticamente à estaca zero, com apenas 0,3% de sobra, enquanto os nortistas ficarão com 4,6 pontos percentuais positivos.

A renda do país, no total, cresceu 4,6% com o programa no ano passado e deve cair 3,7% este ano.

Estudo indica que Nordeste perderá avanço econômico obtido com auxílio emergencial - Metro 1