Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Economia

Pandemia deixa mais da metade das mulheres fora do mercado de trabalho

No terceiro trimestre de 2020, 8,5 milhões de mulheres deixaram a força de trabalho no Brasil

[Pandemia deixa mais da metade das mulheres fora do mercado de trabalho]
Foto : Marcello Casal/Agência Brasil

Por Juliana Rodrigues no dia 02 de Fevereiro de 2021 ⋅ 10:00

Os efeitos da pandemia de Covid-19 sobre o emprego, em especial no setor informal, atrasam a volta de mulheres ao mercado de trabalho.

De acordo com dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) Contínua, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 8,5 milhões de mulheres tinham deixado a força de trabalho no terceiro trimestre de 2020 (último dado disponível), na comparação com o mesmo período do ano anterior. Assim, mais da metade da população feminina com 14 anos ou mais ficou de fora do mercado de trabalho. A taxa de participação na força de trabalho ficou em 45,8%, uma queda de 14% em relação a 2019.

Em comparação com o primeiro trimestre, o número de trabalhadores fora da força de trabalho teve um crescimento de 11,2 milhões de pessoas, das quais sete milhões eram mulheres.

Notícias relacionadas