Segunda-feira, 08 de agosto de 2022

Economia

Caixa pagou obras em mansão de Pedro Guimarães, ex-presidente acusado de assédio

Custo de intervenções teria sido de aproximadamente R$ 50 mil

Caixa pagou obras em mansão de Pedro Guimarães, ex-presidente acusado de assédio

Foto: José Dias/PR

Por: Metro1 no dia 05 de julho de 2022 às 16:41

A Caixa Econômica Federal custeou obras na mansão em que o agora ex-presidente do banco Pedro Guimarães mora em Brasília (DF). As intervenções foram feitas em julho de 2020 por quatro funcionários de uma empresa que mantém contratos com o banco público para realização de serviços de manutenção em seus prédios e agências.

A informação foi revelada em uma reportagem da Folha de S. Paulo, que falou com dois dos funcionários da EMIBM Engenharia e teve acesso a imagens dos trabalhos sendo realizados. Segundo relato de servidores da Caixa, o custo foi de aproximadamente R$ 50 mil.

O advogado de Guimarães, o criminalista José Luis Oliveira Lima, confirmou a realização das melhorias e disse que elas foram autorizadas pelo setor de segurança após supostas ameaças recebidas pelo ex-presidente do banco.

A Caixa afirma que as obras estão relacionadas à segurança do então presidente e são previstas em normas internas.

Caixa pagou obras em mansão de Pedro Guimarães, ex-presidente acusado de assédio - Metro 1