Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Sábado, 13 de julho de 2024

Home

/

Notícias

/

Economia

/

Ministro da Agricultura diz que país não precisa mais de leilão de arroz, apenas incentivo

Economia

Ministro da Agricultura diz que país não precisa mais de leilão de arroz, apenas incentivo

Em entrevista à Globonews, Carlos Fávaro disse que os preços do arroz "já cederam" e que não vê, por enquanto, necessidade de importar o grão

Ministro da Agricultura diz que país não precisa mais de leilão de arroz, apenas incentivo

Foto: Guilherme Martimon/MAPA

Por: Metro1 no dia 03 de julho de 2024 às 15:11

O ministro da Agricultura, Carlos Fávaro, disse nesta quarta-feira (3) que o Brasil não deve, por enquanto, realizar novos leilões para importar arroz. "Os preços do arroz já cederam e voltamos aos preços normais", disse o ministro, em entrevista à GloboNews.

No mês de maio, quando o Rio Grande do Sul foi atingido por enchentes, o governo federal anunciou que faria leilões para comprar arroz de outros países, já que o estado responde por 70% da produção. Na época, o RS já tinha colhido 80% da safra e associações afirmavam que não havia necessidade de trazer o produto de fora. 

Mesmo assim, o governo seguiu com a decisão de importar. Na ocasião, o ministro afirmava que a tragédia no RS havia gerado uma especulação e alta nos preços do arroz. O governo, porém, teve suas tentativas frustradas. O primeiro leilão, marcado para o dia 21 de maio, foi suspenso. Já o último, que aconteceu no dia 6 junho, foi anulado pelo governo federal após indícios de incapacidade técnica e financeira de algumas empresas vencedoras e conflito de interesses

"Tivemos problemas, é fato, nós cancelamos esses leilões. Mas o fato real é que, com a sinalização de disponibilidade do governo de comprar arroz importado e abastecer o mercado brasileiro, além da volta da normalidade em estradas, os preços do arroz já cederam e voltamos aos preços normais", disse.