Economia

Acumulou! Mega-Sena pode pagar R$ 65 milhões em sorteio neste sábado

O sorteio do concurso 1920 da Mega-Sena, realizado na noite da última quarta-feira (12), no município de Cantagalo, no Rio de Janeiro, não teve ganhadores. As dezenas sorteadas foram: 25 - 31 - 33 - 39 - 43 - 45. O prêmio acumulou em R$ 65 milhões. Um novo sorteio será realizado no próximo sábado (15). [Leia mais...]

[Acumulou! Mega-Sena pode pagar R$ 65 milhões em sorteio neste sábado]
Foto : Agência Brasil

Por Gabriel Nascimento no dia 13 de Abril de 2017 ⋅ 13:09

O sorteio do concurso 1920 da Mega-Sena, realizado na noite da última quarta-feira (12), no município de Cantagalo, no Rio de Janeiro, não teve ganhadores. As dezenas sorteadas foram: 25 - 31 - 33 - 39 - 43 - 45. O prêmio acumulou em R$ 65 milhões. Um novo sorteio será realizado no próximo sábado (15).

Segundo a Caixa Econômica Federal, foram 90 ganhadores na Quina. Cada um vai levar R$ 45.091,85. Já na Quadra, 6.586 apostadores vão levar R$ 880,27, cada. A Caixa ressaltou ainda que, a probabilidade de ganhar varia com o número de dezenas jogadas e o tipo de aposta realizada.

Com uma aposta mínima de R$ 3,50, por exemplo, a probabilidade de levar o prêmio é de 1 em 50.063.860. Já para uma aposta com 15 dezenas, que é o máximo permitido, com o preço de R$ 17.517,50, a probabilidade de ficar milionário é de 1 em 10.003. Os jogos podem ser feitos em qualquer lotérica do país até às 19h do dia do sorteio.

 

Notícias relacionadas

[Setor de serviços cai 0,2% em agosto, diz IBGE]
Economia

Setor de serviços cai 0,2% em agosto, diz IBGE

Por Juliana Rodrigues no dia 11 de Outubro de 2019 ⋅ 11:20 em Economia

Índice representa o quinto resultado negativo registrado em 2019 e foi puxado pela queda nas atividades ligadas aos transportes

[Vendas do varejo caem -1,0% de julho para agosto na Bahia]
Economia

Vendas do varejo caem -1,0% de julho para agosto na Bahia

Por Juliana Almirante no dia 10 de Outubro de 2019 ⋅ 12:40 em Economia

Resultado foi alcançado na série livre de influências sazonais, depois do crescimento de 2,4% que havia sido registrado na passagem entre junho para julho