Economia

Economista não acredita na diminuição imediata do desemprego: “Demora”

A economia do país após a entrada do novo governo foi avaliada pelo diretor de Assuntos Internacionais do Banco Central (BC) durante o governo Lula e colunista do Jornal Folha de S. Paulo, o economista Alexandre Schwartsman. Em conversa com Mário Kertész, ele explicou o panorama para o setor diante dos índices apresentados [Leia mais...]

[Economista não acredita na diminuição imediata do desemprego: “Demora”]
Foto : Reprodução/Facebook

Por Bárbara Silveira e Gabriel Nascimento no dia 05 de Maio de 2017 ⋅ 12:27

A economia do país após a entrada do novo governo foi avaliada pelo diretor de Assuntos Internacionais do Banco Central (BC) durante o governo Lula e colunista do Jornal Folha de S. Paulo, o economista Alexandre Schwartsman. Em conversa com Mário Kertész, ele explicou o panorama para o setor diante dos índices apresentados.

\'O emprego é a última coisa que se recupera depois de uma recessão. Demora. Primeiro aumenta a venda, depois a produção, e lá no fim começa a contratar gente. Quando a empresa tiver mais segura. Emprego é a última coisa que se recupera quando a economia realmente sai do buraco e estamos longe disso. A percepção de recuperação vai acontecer quando as pessoas se sentirem mais seguras no emprego\', disse.

Notícias relacionadas