Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Economia

Preço da passagem se mantém estável após cobrança de bagagem

Apesar da entrada em vigor da regulamentação que permite que as empresas aéreas cobrem para despachar a bagagem, o preço médio das passagens aéreas continuaram estáveis no Brasil. [Leia mais...]

[Preço da passagem se mantém estável após cobrança de bagagem]
Foto : Marcelo Camargo/Agência Brasil

Por Marina Hortélio no dia 21 de Março de 2018 ⋅ 17:22

Apesar da entrada em vigor da regulamentação que permite às empresas aéreas cobrarem para despachar a bagagem, o preço médio das passagens aéreas continuaram estáveis no Brasil. O resultado é comprovado por um levantamento da Anac (Agência Nacional de Aviação Civil) obtido pelo G1.

A nova regra prevê que o passageiro pode levar, sem se cobrado, uma mala de até 10Kg dentro do avião. Antes da permissão, as taxas de transporte das malas eram embutidas na passagem. A Anac alegava que o procedimento onerava os usuários que não recebiam o serviço.

Mesmo com a nova prática, o preço médio dos bilhetes após o dia 1º de junho de 2017, quando a regra entrou em vigor, se manteve estável em comparação com o primeiro semestre do ano passado. Apesar disto, de acordo com os dados da Anac, a tarifa média cobrada no ano de 2017 foi de R$ 357,16, o menor valor registrado desde 2011.

O superintendente de Acompanhamento de Serviços Aéreos da agência, Ricardo Catanant, ressaltou que o impacto da nova regra ainda não pode ser calculado.

Notícias relacionadas