Economia

Maggi diz que avalia ganhos nacionais em disputa EUA-China

A disputa comercial ente a China e os Estados Unidos pode beneficiar o Brasil. O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, disse hoje que ainda não é capaz de estimar a quantia que o país pode ganhar com a rivalidade EUA-China. [Leia mais...]

[Maggi diz que avalia ganhos nacionais em disputa EUA-China]
Foto : Antonio Cruz/Agência Brasil

Por Marina Hortélio no dia 05 de Abril de 2018 ⋅ 21:32

A disputa comercial ente a China e os Estados Unidos pode gerar frutos para o Brasil. O país asiático, maior comprador de soja do mundo, impôs tarifas de importação sobre os produtos do rival norte-americano, dentre eles a soja, milho, algodão, etanol e carne bovina.

A medida pode beneficiar o Brasil, maior exportador global de soja e carnes de frango e bovina. O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, disse hoje (5) que ainda não é capaz de estimar a quantia que o país pode ganhar com a rivalidade EUA-China.

"Não temos cálculo ainda do benefício da taxação da China aos produtos americanos. Não sabemos ainda a dimensão disso tudo", declarou Maggi. A China é a principal importadora do grão brasileiro. O ministro disse ainda que o Brasil "é um país confiável para fornecimento de alimentos para China".

As declarações foram feitas em um evento em Brasília para comemorar o reconhecimento do país como livre de febre aftosa –doença que atinge, principalmente, bovinos e suínos – com vacinação.

Notícias relacionadas

[Comércio varejista cresce 1% em julho, diz IBGE]
Economia

Comércio varejista cresce 1% em julho, diz IBGE

Por Juliana Rodrigues no dia 11 de Setembro de 2019 ⋅ 13:20 em Economia

Segundo dados da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), sete das oito atividades pesquisadas tiveram alta nas vendas