Economia

Após liberação de R$ 800 milhões, falta de recursos ainda ameaça Minha Casa Minha Vida

Empresários ouvidos pela Folha avaliam que construções estão garantidas apenas até junho

[Após liberação de R$ 800 milhões, falta de recursos ainda ameaça Minha Casa Minha Vida]
Foto : Agência Brasil

Por Juliana Almirante no dia 20 de Abril de 2019 ⋅ 08:00

Mesmo depois do anúncio do governo de liberar R$ 800 milhões para as construtoras que atuam no Minha Casa Minha Vida, os empresários não afastam as incertezas sobre as construções do programa habitacional.

O montante deve ajudar a cobrir R$ 550 milhões em pagamentos atrasados e evitar a paralisação de obras em maio, no entanto, a partir de junho, os empreendimentos estão sob risco.

Segundo reportagem da Folha deste sábado (20), executivos de grandes companhias avaliam que parar obras é o último recurso. No entanto, os construtores relatam que suspenderam a procura por novos terrenos e reavaliam estratégias para futuras aquisições e lançamentos.

A prévia operacional do primeiro trimestre da maior companhia do Brasil no segmento popular, a MRV Engenharia, aponta que a empresa não gerou caixa pela primeira vez em 26 trimestres.

Antes de o governo liberar os R$ 800 milhões, um empresário de uma grande construtora classificou o cenário como dramático e beirando a irresponsabilidade.

Outro executivo avalia que a situação é de caos, porque o governo não conseguiria honrar com o cerca de 1,5% de participação que tem no programa.

Notícias relacionadas

[Governo bloqueará R$ 3 bilhões do orçamento]
Economia

Governo bloqueará R$ 3 bilhões do orçamento

Por Kamille Martinho no dia 21 de Maio de 2019 ⋅ 19:30 em Economia

Técnicos da equipe econômica estimavam que seria necessário segurar de R$ 5 bilhões a R$ 10 bilhões dos gastos previstos para o ano