Economia

Caixa vai prorrogar por 4 meses suspensão de prestações da casa própria, diz Bolsonaro

Bolsonaro afirmou ainda que de um universo de cinco milhões, 2,3 milhões de mutuários já haviam pedido para "pausar o crédito"

[Caixa vai prorrogar por 4 meses suspensão de prestações da casa própria, diz Bolsonaro]
Foto : Marcos Corrêa/PR

Por Luciana Freire no dia 14 de Maio de 2020 ⋅ 14:40

O presidente Jair Bolsonaro anunciou hoje (14) a prorrogação do prazo da suspensão do pagamento de dívidas no pagamento de prestações da casa própria por mais um mês para clientes da Caixa Econômica Federal, totalizando quatro meses. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo.

Bolsonaro afirma que de um universo de cinco milhões, 2,3 milhões de mutuários já haviam pedido para "pausar o crédito".

"Vi uma notícia na mídia agora e liguei para o Pedro Guimarães, da Caixa, para saber se era verdadeira. Era mais grave do que eu tinha lido: 2,3 milhões clientes da Caixa Econômica que pagam casa própria pediram para pausar o crédito. Ou seja, como regra, a Caixa permitiu o atraso até dois meses. A Caixa resolveu prorrogar por mais um mês, para três meses. E nessa prorrogação, 2,3 milhões, de um universo de cinco milhões. Ou seja, o pessoal não tem dinheiro para pagar a prestação da casa própria", explicou o presidente a jornalistas, na saída do Palácio da Alvorada.

O presidente afirmou em seguida que, depois da conversa com Guimarães, a Caixa vai aumentar o prazo dessa carência emergencial para quatro meses "porque não adianta apenas prorrogar para o elemento que perdeu o emprego, teve salário reduzido, não teve como pagar a prestação da casa própria, o que está sobrando de dinheiro para ele está sendo para comida", justificou.

Notícias relacionadas