Economia

Dentistas na Bahia recebiam mais de R$ 2 milhões por ano de plano, diz presidente da Petrobras

“Detectamos várias irregularidades [no plano de saúde] como 18 condenados pela Lava Jato ainda usufruindo do plano de saúde”, afirmou Castelo Branco

[Dentistas na Bahia recebiam mais de R$ 2 milhões por ano de plano, diz presidente da Petrobras]
Foto : Reprodução/Arquivo/Agência Brasil

Por Luciana Freire no dia 15 de Maio de 2020 ⋅ 18:20

O presidente da Petrobras Roberto Castello Branco afirmou hoje (15) durante entrevista coletiva para comentar os resultados financeiros da companhia que investigações revelaram que ex-funcionários da companhia continuaram usufruindo do plano de saúde da empresa.

“Detectamos várias irregularidades [no plano de saúde] como 18 condenados pela Lava Jato ainda usufruindo do plano de saúde. Um deles gastando, só no ano passado, R$ 400 mil. Tinham dentistas na Bahia que recebiam mais de R$ 2 milhões por ano do plano”, afirmou Castelo Branco.

A Petrobras divulgou ontem (14) um prejuízo recorde de R$ 48,5 bilhões no primeiro trimestre deste ano. Segundo Castelo Branco, a empresa vai mudar a gestão de seu plano de saúde como uma das estratégias para reduzir os custos da companhia.

O presidente da Petrobras destacou ainda que a companhia pretende reduzir seus custos "em pelo menos US$ 2 bilhões esse ano", mantendo o mesmo nível de economia nos próximos anos.

Notícias relacionadas