Economia

Auxílio Emergencial: Dataprev afirma que cruzamento de dados precisa ser aprimorado

Irregularidade foi possível porque fraudadores não informaram dados sobre a renda familiar; a omissão não foi verificada com o rigor máximo

[Auxílio Emergencial: Dataprev afirma que cruzamento de dados precisa ser aprimorado]
Foto : Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Por Luciana Freire no dia 21 de Maio de 2020 ⋅ 20:00

Após técnicos do governo identificaram que pessoas receberam indevidamente o auxílio emergencial de R$ 600, a Dataprev admitiu em nota que o trabalho de cruzamento de dados para verificar quem tem direito ao benefício precisa ser aprimorado. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo.

"Trata-se de uma operação inédita e seu aprimoramento precisa ser realizado durante o processo, em função da urgência da situação. A metodologia e as dificuldades têm sido amplamente explicadas e casos pontuais são passíveis de ocorrer em uma operação dessa magnitude de processamento de dados de milhões de requerimentos em bloco”, diz a nota.

A irregularidade foi possível porque fraudadores não informaram dados sobre a renda familiar. Segundo técnicos da equipe econômica, a omissão não foi verificada com o rigor máximo, porque não foram verificados os dados sobre dependentes nas declarações do Imposto de Renda (IR). Assim, filhos ou cônjuges de pessoas com alta renda e que fraudaram o sistema acabaram sendo beneficiados.

A Dataprev alerta no comunicado que as pessoas que omitirem dados no cadastro para requerer o benefício, no sistema da Caixa Econômica Federal,  podem ser enquadradas no Código Penal brasileiro. 

Notícias relacionadas

[Guedes defende saída da 'letargia econômica' em dois estágios]
Economia

Guedes defende saída da 'letargia econômica' em dois estágios

Por Luciana Freire no dia 29 de Maio de 2020 ⋅ 14:40 em Economia

Para o ministro no início da crise provocada pelo novo coronavírus, as ações se concentraram na questão da saúde, “a primeira onda que o país precisou enfrentar. Agora, a...