Economia

TCU aponta risco de pagamento indevido de auxílio emergencial a 8,1 milhões de brasileiros

Relatório do tribunal ainda indica que 2,3 mi de pessoas que teriam direito ao benefício não tiveram o valor debitado

[TCU aponta risco de pagamento indevido de auxílio emergencial a 8,1 milhões de brasileiros]
Foto : Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Por Lara Curcino no dia 03 de Junho de 2020 ⋅ 08:20

Um relatório do Tribunal de Contas da União (TCU) aponta o risco de 8,1 milhões de brasileiros terem recebido indevidamente o auxílio emergencial de R$ 600, destinado a trabalhadores informais, autônomos, microempreendedores e desempregados, que ficaram sem renda ou com lucro ínfimo em meio à pandemia de coronavírus. 

O documento indica que, por outro lado, 2,3 mi de pessoas que estão no Cadastro Único de programas sociais, que teriam direito ao benefício, não receberam o valor. Os dados foram obtidos pelo Estadão. 

O parecer, cujo relator de fiscalização é o ministro do TCU Bruno Dantas, faz uma série de recomendações ao governo federal para aperfeiçoar a gestão da entrega do auxílio. Relatório deve ser apreciado hoje (3) pelo plenário da Corte de Contas. 

Notícias relacionadas