Economia

Auxílio emergencial: Governo avalia prorrogar benefício em parcelas decrescentes de R$ 500 a R$ 300

Valor do benefício hoje, pago a trabalhadores informais, é de R$ 600; equipe econômica do governo planeja lançar em seguida um novo programa, chamado Renda Brasil

[Auxílio emergencial: Governo avalia prorrogar benefício em parcelas decrescentes de R$ 500 a R$ 300]
Foto : Marcello Casal Jr./ Agência Brasil

Por Luciana Freire no dia 24 de Junho de 2020 ⋅ 19:30

O governo federal avalia prorrogar o pagamento do auxílio emergencial por mais três parcelas em valores decrescentes de R$ 500, R$ 400 e R$ 300. A ideia está em estudo pela equipe econômica. A informação foi divulgada pelo jornal O Globo.

O valor do benefício hoje, pago a trabalhadores informais, é de R$ 600. No início desta semana o presidente Jair Bolsonaro já havia descartado a possibilidade da prorrogação do auxílio mantendo este valor.

A equipe econômica do governo planeja lançar em seguida um novo programa, chamado Renda Brasil. Segundo fonte da reportagem, seria no valor de cerca de R$ 250. Os detalhes do novo programa ainda estão sendo fechados, mas a ideia é reformular outros benefícios para formar o novo programa.

Cada pagamento de R$ 600 custa aos cofres públicos R$ 51 bilhões. Somadas, as três parcelas em valores decrescentes somariam repasses de R$ 1.200.

Notícias relacionadas