Faça parte do canal da Metropole no WhatsApp >>

Quinta-feira, 18 de abril de 2024

Entretenimento

Shakira diz que filme Barbie é castrador da masculinidade: 'Meus filhos odiaram'

Em entrevista à imprensa americana, a cantora declarou ainda: "Estou criando dois meninos. Quero os dois também se sentindo empoderados respeitando mulheres"

Shakira diz que filme Barbie é castrador da masculinidade: 'Meus filhos odiaram'

Foto: Divulgação

Por: Metro1 no dia 02 de abril de 2024 às 09:23

Shakira fez a sincerona ao comentar o que achou do filme "Barbie", um dos fenômenos culturais do ano passado. Aparentemente sem temer cancelamento, a cantora, que é mãe de dois meninos, declarou em entrevista à imprensa americana que achou que filme presta um desserviço à masculinidade. "Meus filhos absolutamente odiaram. Eles sentiram que era emasculante. E eu concordo, até certo ponto", disse à revista Allure.

Segundo ela, busca uma educação que faça seus filhos se sentirem poderosos, mas sem deixar de respeitar as mulheres. "Estou criando dois meninos. Quero os dois também se sentindo empoderados respeitando mulheres. Eu gosto da cultura pop quando tenta capacitar as mulheres sem privar os homens de sua possibilidade de serem homens, de também proteger e prover", afirmou. 

E prosseguiu: "Acredito em dar às mulheres todas as ferramentas e a confiança de que podemos fazer tudo isso sem perder nossa essência, sem perder nossa feminilidade".

"Acho que os homens têm um propósito na sociedade e as mulheres têm outro propósito também. Nós nos complementamos, e esse complemento não deve ser perdido. Só porque uma mulher pode fazer tudo isso significa que ela deveria fazer?", concluiu.

As declarações de Shakira, é claro, não passaram despercebidas e ressuscitaram debates sobre masculinidade e feminilidade provocados pelo filme durante seu lançamento em 2023. Internautas comentaram, a sério e tirando sarro da cantora. "Coitados dos filhos dela, tiveram que ver um filme que empodera mulheres", escreveu uma usuária do X (ex-Twitter). E outro: "Excessivo empoderamento feminino em **anotando** um filme da BARBIE".