Esportes

Ba-Vi terá reforço de 573 policiais para assegurar segurança no Barradão

Representantes da Polícia Militar, Federação Baiana de Futebol (FBF), torcidas organizadas e da dupla Ba-Vi definiram, em reunião realizada no no Quartel dos Aflitos, nesta quinta-feira (2), os detalhes referentes à segurança dos torcedores no clássico. O jogo, marcado para acontecer no Barradão, será realizado às 16h30 e será válido pela 10ª rodada. [Leia mais...]

[Ba-Vi terá reforço de 573 policiais para assegurar segurança no Barradão]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Matheus Simoni no dia 02 de Julho de 2015 ⋅ 18:03

Representantes da Polícia Militar, Federação Baiana de Futebol (FBF), torcidas organizadas e da dupla Ba-Vi definiram, em reunião realizada no no Quartel dos Aflitos, nesta quinta-feira (2), os detalhes referentes à segurança dos torcedores no clássico. O jogo, marcado para acontecer no Barradão, será realizado às 16h30 e será válido pela 10ª rodada. Na reunião ficou decidido que 573 policiais militares vão trabalhar na segurança dos torcedores.

Do lado de dentro do Barradão, 281 agentes vão atuar como reforço, enquanto o restante do efetivo vai ficar nos arredores do estádio e outras localizações onde os torcedores forem circular. A torcida organizada do Bahia irá partir de um ponto de encontro, que não foi informado pela PM, às 12h rumo ao estádio. Pedido antigo feito pela diretoria rubro-negra, a polícia vai atuar contra a ação de cambistas nos arredores do estádio.

 

Notícias relacionadas

[Carol Solberg recorre de advertência ao Pleno do STJD]
Esportes

Carol Solberg recorre de advertência ao Pleno do STJD

Por Luciana Freire no dia 19 de Outubro de 2020 ⋅ 22:00 em Esportes

Na última terça (13), em julgamento em primeira instância, ela foi condenada, por três votos a dois, por descumprir regulamento, ao falar "Fora Bolsonaro" após uma partid...

[Santos e Robinho anunciam suspensão de contrato ]
Esportes

Santos e Robinho anunciam suspensão de contrato

Por Luciana Freire no dia 16 de Outubro de 2020 ⋅ 19:22 em Esportes

Decisão se dá depois da pressão de conselheiros e patrocinadores após a divulgação de diálogos em que o jogador Robinho relata estupro que teria sido cometido por ele