Esportes

Diretor de marketing explica campanha "Meu Time é de Primeira" com dupla Ba-Vi

Visando tomar as ruas de Salvador nos próximos meses, a campanha "Meu Time é de Primeira" vai unir torcedores de Bahia e Vitória para elevar o número dos sócios-torcedores vinculados aos clubes baianos. [Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Divulgação

Por Matheus Simoni no dia 10 de Julho de 2015 ⋅ 17:45

Visando tomar as ruas de Salvador nos próximos meses, a campanha "Meu Time é de Primeira" vai unir torcedores de Bahia e Vitória para elevar o número dos sócios-torcedores vinculados aos clubes baianos. Lançada na última quinta-feira (9), no restaurante Pereira, na Barra, pela Ambev, a ação vai envolver mais de 700 produtos, de diversas marcas.

Em entrevista ao Metro1, Fred Fontes, gerente regional de marketing esportivo da Ambev, destacou a importância da campanha para as duas principais potências do futebol do estado. "Para nós, é inconcebível ter as duas forças do futebol baiano na Série B. A gente entendeu que não bastava apenas patrocinar, temos que apoiar. O torcedor é a peça chave da campanha que estamos desenvolvendo com os clubes. São uma série de ações de marketing que estão planejadas para os próximos meses", afirmou ele.

Segundo Fred, outras surpresas estão planejadas para serem lançadas neste segundo semestre. No evento, estiveram presentes os dirigentes responsáveis pelo marketing de Bahia e Vitória, Jorge Avancini e Ricardo David, respectivamente.

Notícias relacionadas

[Carol Solberg recorre de advertência ao Pleno do STJD]
Esportes

Carol Solberg recorre de advertência ao Pleno do STJD

Por Luciana Freire no dia 19 de Outubro de 2020 ⋅ 22:00 em Esportes

Na última terça (13), em julgamento em primeira instância, ela foi condenada, por três votos a dois, por descumprir regulamento, ao falar "Fora Bolsonaro" após uma partid...

[Santos e Robinho anunciam suspensão de contrato ]
Esportes

Santos e Robinho anunciam suspensão de contrato

Por Luciana Freire no dia 16 de Outubro de 2020 ⋅ 19:22 em Esportes

Decisão se dá depois da pressão de conselheiros e patrocinadores após a divulgação de diálogos em que o jogador Robinho relata estupro que teria sido cometido por ele