Esportes

Candidatos repetem críticas à gestão de ACM Neto, ausente no debate na Record

Da mesma forma como ocorreu no debate da TVE, os candidatos à Prefeitura de Salvador teceram críticas à gestão do prefeito ACM Neto (DEM), ausente no debate do primeiro turno na Rede Record, neste domingo (25). Pouco propositivo, o primeiro bloco contou com uma série de apelidos ao candidato democrata, que confirmou presença apenas no debate da TV Bahia.[Leia mais...]

[Imagem not found]
Foto : Tácio Moreira/Metropress

Por Matheus Simoni, Matheus Morais e Gabriel Nascimento no dia 26 de Setembro de 2016 ⋅ 00:01

Da mesma forma como ocorreu no debate da TVE, os candidatos à Prefeitura de Salvador teceram críticas à gestão do prefeito ACM Neto (DEM), ausente no debate do primeiro turno na Rede Record, neste domingo (25). Pouco propositivo, o primeiro bloco contou com uma série de apelidos ao candidato democrata, que confirmou presença apenas no debate da TV Bahia. Estiveram no debate os candidatos Alice Portugal (PCdoB), Célia Sacramento (PPL), Cláudio Silva (PP), Da Luz (PRTB), Fábio Nogueira (Psol) e Pastor Sargento Isidório (PDT).

O candidato Da Luz (PRTB) afirmou que entraria com um mandado de segurança para garantir sua presença no debate da afiliada da Rede Globo. "Vamos entrar com um mandado de segurança. A Aratu não me chamou pra entrevista, está sendo pior que a TV Bahia, que me chamou pra entrevista. O prefeito só sabe brincar no playground dele. Tá mais difícil que o Pikachu do Pokémon. Ele tá desrespeitando você, eleitor. Ele vem desrespeitando achando que já ganhou. Então, não precisa votar mais nele. Deixe ele lá", declarou. 

Quem também adotou Neto como alvo foi o Pastor Sargento Isidório (PDT), que recorreu a um personagem fictício para classificar o atual prefeito. "Lamentavelmente é o nível do político que vemos aí. Ele tá se achando o Coronel Saruê da Bahia. Ele tem que ficar no final da novela lá", disse o deputado estadual. 

Atual vice-prefeita, a candidata Célia Sacramento (PPL) afirmou que já teria sido alertada sobre o "DNA" de ACM Neto e uma eventual "traição". Ainda segundo a candidata, o prefeito só conseguiu se eleger graças ao seu apoio. "

As pessoas me falavam: 'Célia olhe o DNA, ele vai lhe apunhalar pelas costas, ele vai lhe trair'. Em todos os eventos que eu ia as pessoas me alertavam. Ele já tinha sido candidato, perdeu as eleições, quando ele me convidou pra ser candidata, eu já era candidata do PV. Muita gente só votou nele [Neto] por causa de mim. Eu não acreditei que ele faria isso, mas um dia antes da convenção ele me disse que eu tava fora', disse ela.

O candidato do PSOL, Fábio Nogueira, tratou da questão da mobilidade urbana e criticou o prefeito por conta da atual situação dos ônibus que circulam na cidade. "Queria dizer ao prefeito ACM Neto, que está em casa ouvindo a gente, que não tem coragem de enfrentar os empresários de ônibus. Hoje temos sucata pintada, domingo é meia, meia dúzia de ônibus. Transporte público não é prioridade de ACM Neto. (...) Prefeito fujão, não tem coragem de confrontar as ideias, também não tem coragem de enfrentar os empresários", afirmou ele.

Em questionamento feito por Claudio Silva (PP), Alice Portugal (PCdoB) comentou a questão do desemprego em Salvador e afirmou que esta é uma questão que assola a capital por conta da gestão de Neto. "O prefeito diz que o problema é da crise. A crise é nacional e porque Salvador está em ultimo lugar? Aqui se estruturou uma política absurda, o IPTU foi elevado de uma maneira brutal... O prefeito fechou os olhos para o desemprego. Vemos o ambulante, todos nós sabemos, lutando pelo pão de cada dia, apanha na rua e o rapa leva sua mercadoria", ressaltou.

Notícias relacionadas

[Bahia anuncia camisas oficiais a R$ 99]
Esportes

Bahia anuncia camisas oficiais a R$ 99

Por Matheus Simoni no dia 17 de Dezembro de 2018 ⋅ 15:13 em Esportes

A novidade foi divulgada nas redes sociais do Esquadrão de Aço, juntamente com a estratégia de renovação contratual do atacante Gilberto

[Bahia faz sondagem por lateral do Paysandu]
Esportes

Bahia faz sondagem por lateral do Paysandu

Por Matheus Simoni no dia 16 de Dezembro de 2018 ⋅ 15:30 em Esportes

Aos 21 anos, o jogador atuou em 2018 pelo time do Pará em 23 partidas pela Série B e 4 pela Copa Verde, conquistada pelo bicolor