Esportes

Empresário de Escudero acusa Vitória de dever R$ 500mil ao jogador

A negociação foi feita na época em que Carlos Falcão presidia o clube rubro-negro. Raimundo Viana, atual presidente do Vitória, não foi encontrado para dar informações.

[Imagem not found]
Foto : Divulgação / EC Vitória

Por Redação Metro1 no dia 24 de Julho de 2015 ⋅ 11:01

Em 2013, quando Damian Escudero rescindiu o contrato com o Boca Juniors para jogar no Vitoria, o clube argentino cobrou uma compensação para liberar o atleta seis meses antes do contrato chegar ao fim em 2013.

O empresário do jogador, Luiz Galante, afirmou que foi Escudero quem pagou ao Boca para ser liberado. A negociação foi feita na época em que Carlos Falcão presidia o clube rubro-negro. O empresário disse que tentou entrar em contato com a atual diretoria, mas não conseguiu.

Raimundo Viana, atual presidente do Vitória, afirmou que até agora não recebeu nenhuma notificação oficial. "Nunca recebi nenhum bilhete dele".

Sobre uma possível renovação de Escudero, cujo contrato acaba no fim do ano, o presidente disse "que não quer se precipitarm, nem vai se mansifestar sobre possíveis renovações ou contratações para não desviar nosso foco que é de ser campeão da Série B", concluiu.

Ainda segundo Galante, o Vitoria chegou a pagar uma parcela desse valor, mas depois não pagou mais. O valor devido seria de aproximadamente R$ 500 mil. “É uma dívida consolidada”, afirmou em entrevista Rádio Transámerica.

Notícias relacionadas