Esportes

Empurrado pela torcida, Bahia elimina o Vitória e se classifica para a final da Copa do Nordeste

Em clássico decisivo pelas semifinais da Copa do Nordeste neste domingo (30), Bahia e Vitória se enfrentaram na Arena Fonte Nova, disputando uma vaga na final do torneio. Após sair em desvantagem do Barradão no primeiro jogo, o tricolor tinha ao seu lado o torcedor, que lotou o estádio e pressionou o rival rubro-negro, que buscava pelo menos um empate. Com gols de Allione e Régis, o Esquadrão de Aço eliminou o Leão da Barra e garantiu presença na final do Nordestão.[Leia mais...]

[Empurrado pela torcida, Bahia elimina o Vitória e se classifica para a final da Copa do Nordeste]
Foto : Divulgação/ECB/Felipe Oliveira

Por Matheus Simoni no dia 30 de Abril de 2017 ⋅ 17:54

Em clássico decisivo pelas semifinais da Copa do Nordeste neste domingo (30), Bahia e Vitória se enfrentaram na Arena Fonte Nova, disputando uma vaga na final do torneio. Após sair em desvantagem do Barradão no primeiro jogo, o tricolor tinha ao seu lado o torcedor, que lotou o estádio e pressionou o rival rubro-negro, que buscava pelo menos um empate. Com gols de Allione e Régis, o Esquadrão de Aço eliminou o Leão da Barra e garantiu presença na final do Nordestão.

No primeiro tempo, o Bahia jogou com a torcida, que atuou como 12º jogador e pressionava a cada lance. Os minutos iniciais foram de muita pegada e muita disputa de bola, com o Esquadrão de Aço buscando o resultado desde o início. Ao todo, foram oito finalizações no lado do Bahia e uma do Vitória, que não conseguia trabalhar as jogadas para pressionar o rival. A melhor jogada da etapa inicial veio após bom chute de Zé Rafael defendido por Fernando Miguel. Logo em seguida, aos 37 minutos, os jogadores do Vitória reclamaram de falta e o Bahia seguiu atacando com Régis. O meia tocou para Allione na entrada da área, que limpou o lance e bateu colocado no ângulo do goleiro rubro-negro, abrindo o placar e explodindo de alegria a torcida presente no estádio.

Na volta do intervalo, o Leão tentou o empate, mas esbarrou na forte marcação tricolor, que impedia a saída de bola. Logo aos seis minutos, Euller cobrou falta na área, Jean saiu mal do gol e a bola sobrou pingando na pequena área, mas ninguém colocou para dentro. Aos 17 minutos, Régis recebeu passe de Eduardo na área, ganhou da marcação e tocou na saída de Fernando Miguel, fazendo 2 a 0 e levando os torcedores à loucura. Na comemoração, o meia subiu nas escadas para comemorar ao lado do torcedor e foi punido com o segundo amarelo, sendo expulso de jogo.

Em um lance seguinte, Edigar Junior partiu livre em direção ao gol e acabou parado com falta por Patric. A torcida pediu a expulsão do lateral rubro-negro por ele ser o último homem. No entanto, o árbitro o puniu com cartão amarelo, levando os tricolores ao delírio dentro de campo. Durante a reclamação, Patric se envolveu em confusão com o lateral-esquerdo Armero, levou o segundo amarelo e acabou expulso, equilibrando o número de jogadores em campo.

O time tricolor seguiu pressionando e tomando conta das ações ofensivas, enquanto o Vitória tentava arrancar um gol para levar o duelo para os pênaltis. No entanto, isso não aconteceu e o Bahia garantiu presença na grande final do Nordestão 2017. O Esquadrão de Aço aguarda a definição da segunda semifinal entre Santa Cruz e Sport, no meio de semana.

Notícias relacionadas