Esportes

Após desabafo, Caíque volta atrás e pede desculpas a torcedores do Vitória

Após ter desabafado sobre as críticas recebidas após a partida contra o Atlético-PR na última quinta-feira (19), quando o Vitória perdeu por 3 a 2 no Barradão, o goleiro Caíque fez um pronunciamento na sala de imprensa e pediu desculpas aos torcedores. Nesta sexta-feira (20), já mais calmo, o arqueiro rubro-negro tratou de se retratar depois de levantar suspeita sobre sua permanência no clube no ano que vem. [Leia mais....]

[Após desabafo, Caíque volta atrás e pede desculpas a torcedores do Vitória]
Foto : Divulgação/ECV/Maurícia da Matta

Por Matheus Simoni no dia 20 de Outubro de 2017 ⋅ 16:32

Após ter desabafado sobre as críticas recebidas após a partida contra o Atlético-PR na última quinta-feira (19), quando o Vitória perdeu por 3 a 2 no Barradão, o goleiro Caíque fez um pronunciamento na sala de imprensa e pediu desculpas aos torcedores. Nesta sexta-feira (20), já mais calmo, o arqueiro rubro-negro tratou de se retratar depois de levantar suspeita sobre sua permanência no clube no ano que vem.

\"Primeiramente pedir perdão à torcida rubro-negra do meu falar. Saí de cabeça quente, encostei na divisória e dei aquela fala, que ano que vem meu contrato acaba. Fui infeliz, reconheci meu erro, conversei com o professor. Queria pedir desculpas à torcida que me abraçou desde a minha estreia, onde muitos desacreditavam. Aquilo eu levo como lição na minha vida. Tenho que superar as críticas e absorver isso como lado positivo. Só cobram de quem pode dar mais e isso que faz um homem crescer\", disse Caíque.

O goleiro do Leão revelou ter sido alvo de ameaças após a entrevista. Segundo ele, as cobranças são naturais, mas não devem passar dos limites. \"A torcida vai cobrar, né? Está no direito de cobrar, elogiar. Mas isso não pode ser fora de campo, com ameaças. Recebi ameaças nas minhas redes sociais, me desejando mal, dizendo que se me encontrar na rua vai me pegar. Dentro de campo é normal. Quem tem essa vida, sabe. Eu tenho um caminho que Deus me botou na minha vida e vou trilhar\", declarou o jogador de 20 anos.

Notícias relacionadas