Esportes

Allan do Carmo conquista vice-campeonato mundial de Maratonas Aquáticas

O nadador baiano Allan do Carmo ficou em segundo lugar na Copa do Mundo de Maratonas Aquáticas, após etapa disputada neste sábado (21), em Hong Kong. O nadador brasileiro finalizou a prova na terceira posição e, para conquistar o título, precisava que os italianos Simone Ruffini e Federico Vanelli chegassem a partir da nona posição, bem como chegar à frente do húngaro Kristof Rasovszky. [Leia mais...]

[Allan do Carmo conquista vice-campeonato mundial de Maratonas Aquáticas]
Foto : Divulgação

Por Matheus Simoni no dia 21 de Outubro de 2017 ⋅ 14:25

O nadador baiano Allan do Carmo ficou em segundo lugar na Copa do Mundo de Maratonas Aquáticas, após etapa disputada neste sábado (21), em Hong Kong. O nadador brasileiro finalizou a prova na terceira posição e, para conquistar o título, precisava que os italianos Simone Ruffini e Federico Vanelli chegassem a partir da nona posição, bem como chegar à frente do húngaro Kristof Rasovszky. Dois dos resultados vieram, mas a chegada de Ruffini em 7º deu o título ao europeu, deixando o baiano o vice-campeonato mundial.

Allan terminou a Copa do Mundo com 78 pontos no ranking geral, distante apenas sete pontos do campeão. Em Hong Kong, por muito pouco não ficou em uma colocação ainda melhor, já que terminou a prova em 1:53.11,2. O holandês Ferry Weertman ficou em segundo, com 1:53.11,1. O primeiro foi o alemão Rob Muffels, que bateu em 1:53.10,4. Mesmo sem o ouro, o baiano comemorou o resultado do Circuito Mundial e se mostrou ansioso para começar os trabalhos visando a próxima temporada.

"Foi uma prova muito boa. O nível estava mais forte do que na China e eu fiquei muito feliz com o meu resultado. Cheguei aqui disputando o terceiro lugar com o Kristof, que vinha muito bem, vencendo as duas últimas provas. Eu sabia que ia ser uma missão muito difícil manter a posição, mas acabei me superando ainda mais e empatei com o Vanelli, que chegou a abrir 30 pontos de vantagem durante o Circuito. Saio daqui muito feliz com o meu desempenho, nadando em alto nível, disputando o primeiro lugar nas três últimas provas. Essa evolução, para mim, é mais valiosa do que qualquer resultado. Poder nadar bem e me mostrar muito competitivo, isso me deixa muito empolgado para começar o ano de 2018 ainda mais forte", vibrou Allan.

Allan ficou pela 7ª vez entre os três melhores nadadores do mundo nos últimos nove anos. Em 2009, o baiano terminou com o vice-campeonato, mesma colocação que conseguiu em 2015 e neste ano. A terceira colocação foi atingida nos anos de 2010, 2012 e 2013. Em 2014, Allan levou o título para o Brasil, mesmo ano em que foi eleito o melhor nadador do planeta pela FINA.

Notícias relacionadas