Esportes

Tottenham pode perder Son por dois anos para o exército coreano

O sul-coreano Son Heung-min, um dos destaques do Tottenham neste início de temporada, pode ter que deixar seu time por duas temporadas. Segundo o jornal britânico “Daily Mirror”, o meia da equipe inglesa precisa completar 21 meses, ou seja, quase dois anos, de serviço militar na Correia do Sul até completar 28 anos. [Leia mais...]

[Tottenham pode perder Son por dois anos para o exército coreano]
Foto : Reprodução/ Instagram

Por Marina Hortélio no dia 14 de Março de 2018 ⋅ 19:03

O sul-coreano Son Heung-min, um dos destaques do Tottenham na atual temporada, pode ter que deixar o time por duas temporadas. Segundo o jornal britânico “Daily Mirror”, o meia da equipe inglesa precisa completar 21 meses, ou seja, quase dois anos, de serviço militar na Coreia do Sul até completar 28 anos.

O jogador teria que se apresentar ao exército até o mês de junho de 2019, o que o impossibilitaria de jogar os períodos de 2019-20 e 2020-21. Ainda de acordo com o periódico, o atleta poderia utilizar uma brecha na lei sul-coreana que permite a licença a medalhistas olímpicos ou campeões dos Jogos Asiáticos.

Para se encaixar na lacuna, Son poderia disputar os Jogos Asiáticos no final do ano na Indonésia, o que o tiraria de parte da próxima temporada na Premier League. O jogador pode também tentar fazer com que a brecha na lei se estenda para qualquer atleta de ponta do país.

Mesmo que consiga ser liberado, Son teria que fazer quatro semanas de treinamento básico e seria colocado na lista de reserva.

Notícias relacionadas