Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Esportes

Guto crê em melhora do Bahia e nega que pedirá demissão: ʹAcredito no que estamos fazendoʹ

Depois de ter sido vaiado durante quase todo o jogo do Bahia na noite de hoje na Fonte Nova, contra o Altos-PI, pela Copa do Nordeste, o técnico Guto Ferreira lamentou o primeiro tempo "sofrível" da equipe tricolor jogando dentro de casa. O comandante do time lamentou ter começado mal a partida, mas ressaltou a confiança nos atletas para buscar tranquilidade para retomar o controle do confronto. [Leia mais...]

[Guto crê em melhora do Bahia e nega que pedirá demissão: ʹAcredito no que estamos fazendoʹ]
Foto : Divulgação/ECB/Felipe Oliveira

Por Matheus Simoni no dia 21 de Março de 2018 ⋅ 00:08

Depois de ter sido vaiado durante quase todo o jogo do Bahia na Fonte Nova, contra o Altos-PI, pela Copa do Nordeste, o técnico Guto Ferreira lamentou o primeiro tempo "sofrível" da equipe tricolor dentro de casa. O comandante do time lamentou ter começado mal a partida, mas ressaltou a confiança nos atletas para buscar tranquilidade para retomar o controle do confronto.

"Começamos mal o jogo. Às vezes você começa mal e não consegue pegar o timing do jogo. Conseguimos tranquilizar os jogadores e o time voltou com outra postura. Fizemos o gol, vacilamos duas vezes, mas conseguimos virar e, graças a Deus, deu tudo bem", disse o treinador, em entrevista coletiva após a goleada por 5 a 2.

Questionado sobre a possibilidade de pedir demissão após mais um fracasso ao tentar apresentar um bom futebol pelo Bahia, Guto negou e disse que acredita no potencial do elenco. "Eu não me demitiria. Acredito no que estamos fazendo. Acredito sim no que estamos trabalhando no dia a dia. Sabemos das dificuldades aqui, mas nada é desculpa. Cada jogo é um jogo, vamos seguir tendo dificuldades mas vamos superar as dificuldades para atingir o que a gente busca. Tenho condições de tirar o melhor e a direção também visa situações de melhora", declarou.

Sobre as vaias, Guto Ferreira afirmou que respeita a decisão do torcedor tricolor. "Vou sempre respeitar o torcedor e vou seguir na mesma linha. Ele tem o direito de se manifestar, posso sair chateado mas não tenho direito de reclamar de nada e sim de seguir fazendo o trabalho para que ele possa comemorar um triunfo, como saiu hoje. Mesmo com os percalços, ainda não estamos atingindo o que eu quero", admitiu.

Notícias relacionadas