Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Esportes

ʹAqui não tem chororôʹ, diz Mancini sobre erros contra o Vitória

O técnico Vagner Mancini direcionou críticas à arbitragem do clássico Ba-Vi do último domingo (1º), vencido pelo Bahia por 2 a 1 na Fonte Nova, na primeira decisão do Baianão 2018. O comandante rubro-negro declarou que o time foi prejudicado pelo árbitro paulista Luiz Flávio de Oliveira. [Leia mais...]

[ʹAqui não tem chororôʹ, diz Mancini sobre erros contra o Vitória]
Foto : Divulgação/ECV/Maurícia da Matta

Por Matheus Simoni no dia 04 de Abril de 2018 ⋅ 16:43

O técnico do Vitória, Vagner Mancini, direcionou críticas à arbitragem do clássico Ba-Vi do último domingo (1º), vencido pelo Bahia por 2 a 1 na Fonte Nova, na primeira decisão do Baianão 2018. O comandante rubro-negro declarou que o time foi prejudicado pelo árbitro paulista Luiz Flávio de Oliveira.

"Tenho convicção, e não vou ficar batendo nessa tecla, que o Vitória foi muito prejudicado pela arbitragem. E eu não tive a oportunidade de falar no domingo porque eu não posso dar entrevista. Mas ninguém vai ficar chorando não, não tem chororô aqui no Vitória. Nós vamos entrar em campo domingo e tentar reverter, por mais erros que a gente tenha visto na partida, de arbitragem, e do nosso time, nós vamos em busca de uma vitória domingo exatamente para chegar o tricampeonato”, disse o técnico, em entrevista coletiva na tarde de hoje.

Mancini reclamou da cobertura televisiva sobre os erros do jogo e citou o pênalti que deu origem ao segundo gol tricolor no Ba-Vi. “Erros grotescos e eu fico mais triste ainda quando eu vejo os comentaristas das TVs falarem que o árbitro agiu certo. Eu fico pensando se essas pessoas, depois em casa, na hora que viram o lance novamente do pênalti que o Vinícius simula, da bola tocando no braço do Douglas, se não pesa na consciência deles”, disse.

Notícias relacionadas