Esportes

Pai de estudante acusa jogador do Bahia de agressão; ele nega

O pai da estudante de Medicina Deborah Hyanna, de 19 anos, acusou o meia do Bahia Zé Rafael de ter agredido a filha e outras duas jovens que torcem pelo Vitória no elevador do prédio onde moram, ontem (8), em Salvador. [Leia mais...]

[Pai de estudante acusa jogador do Bahia de agressão; ele nega]
Foto : Felipe Oliveira/EC Bahia

Por Matheus Morais no dia 09 de Abril de 2018 ⋅ 12:50

O pai da estudante de Medicina Deborah Hyanna, de 19 anos, acusou o meia do Bahia Zé Rafael de ter agredido a filha e outras duas jovens que torcem pelo Vitória no elevador do prédio onde moram, ontem (8), em Salvador. O fato aconteceu logo depois de o Tricolor erguer a taça de campeão baiano, após bater o Leão por 1 a 0, em pleno Estádio Manoel Barradas.

“Se eu estivesse aí em Salvador, seu moleque, covarde, você não teria feito o que fez, porque enxergaria em sua frente um homem. O que você pensa que é o quê, seu moleque covarde? A minha filha e as outras duas jovens não são ‘putas’, como você chamou”, disse, em postagem no Facebook. Ele afirmou ainda que vai entrar na Justiça com uma ação contra Zé Rafael.

Já o jogador, publicou um vídeo no Instagram para negar a possível agressão. “Fomos recebidos por alguns torcedores na recepção do prédio e eles cantavam o tradicional coro mamão com açúcar. Na empolgação, claro, continuei o coro, cantei, extravasei, em um momento de comemoração e não desrespeitei ninguém, não falei nada para ninguém. Não direcionei nada, apenas cantei a música que todo mundo conhece. Não agredi ninguém, isso não é verdade, tem gente querendo se aproveitar da situação”, argumentou o atleta.

Notícias relacionadas