Esportes

Repórter revê imagens e nega assédio ou abuso de colega

'Conversei com o meu colega que trabalha comigo há cinco anos', afirmou

[Repórter revê imagens e nega assédio ou abuso de colega]
Foto : Reprodução/TV Globo

Por Matheus Simoni no dia 19 de Novembro de 2018 ⋅ 16:11

Após rever diferentes imagens do caso, Fabíola Andrade, repórter da TV Globo voltou atrás e negou que tenha sido abusada ou assediada por um auxiliar de filmagem durante o jogo entre Corinthians e Vasco, ocorrido no último sábado (17). Ela diz que conversou com o colega nas últimas horas e esclareceu a cena.

"Conversei com o meu colega que trabalha comigo há cinco anos. Ele me procurou várias vezes hoje. Pra mim não aconteceu assédio ou abuso. Ele estava manuseando o cabo de áudio que fica preso à minha roupa durante a transmissão, situação comum em dias de jogos", explicou, em post no Instagram.

Na madrugada de domingo para segunda-feira, o primeiro vídeo a circular nas redes sociais deu a impressão de que o profissional teria passado a mão nas nádegas da repórter.

Fabíola, no entanto, negou o ocorrido. "Agradeço todas as manifestações de apoio e solidariedade, seja de amigos, seguidores, telespectadores, clubes e movimentos que lutam pelo respeito e pela igualdade de gênero. O episódio serviu para mostrar, mais uma vez, que essa luta se fortalece cada vez mais", completou a jornalista.


 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

A respeito do vídeo que está circulando nas redes sociais desde ontem eu queria dizer que vi outros ângulos do mesmo momento do jogo e conversei com o meu colega que trabalha comigo há cinco anos. Ele me procurou várias vezes hoje. Pra mim não aconteceu assédio ou abuso. Ele estava manuseando o cabo de áudio que fica preso à minha roupa durante a transmissão, situação comum em dias de jogos. Agradeço todas as manifestações de apoio e solidariedade, seja de amigos, seguidores, telespectadores, clubes e movimentos que lutam pelo respeito e pela igualdade de gênero. O episódio serviu para mostrar, mais uma vez, que essa luta se fortalece cada vez mais.

Uma publicação compartilhada por Fabiola Andrade (@fabiolafariaandrade) em

Notícias relacionadas