Esportes

Vazamentos indicam que Uefa acobertou doping de Sergio Ramos na final da Champions

Na noite da final, o zagueiro espanhol acusou positivo num teste, mas a UEFA aceitou as explicações do jogador e arquivou o caso

[Vazamentos indicam que Uefa acobertou doping de Sergio Ramos na final da Champions]
Foto : Reprodução/Flickr/RCF

Por Matheus Simoni no dia 23 de Novembro de 2018 ⋅ 20:30

Documentos divulgados pelo jornal francês "Mediapart", com base em vazamentos do Football Leaks, o zagueiro Sergio Ramos, do Real Madrid-ESP, burlou duas vezes as regras do antidoping e teria sido acobertado pela Uefa. De acordo a publicação francesa, a primeira vez aconteceu em 2017, após a final da Liga dos Campeões conquistada pelo Real Madrid. Na noite da final, o zagueiro espanhol acusou positivo num teste, mas a UEFA aceitou as explicações do jogador e arquivou o caso.

Na ocasião, a entidade afirmou que houve "erro material". Os documentos também revelam uma outra violação de doping de Ramos num jogo contra o Málaga-ESP, em abril deste ano. Ele se negou a fazer o exame após uma partida contra o Málaga, alegando que precisava primeiro tomar uma ducha. Ocorre que as regras para controle de dopagem proíbem o procedimento antes do exame e considerando uma violação grave.

Mesmo sendo avisado pelo oficial da Uefa, Sergio Ramos tomou banho diante do profissional. De acordo com reportagem da revista alemã "Spiegel", a substância encontrada na urina do atleta na primeira ocasião é uma preparação de cortisona que tem um efeito anti-inflamatório, além de aliviar a dor. Ela também aumenta a cognição e a concentração e pode ter um efeito eufórico. A substância é vetada pela WADA (sigla em inglês para a agência mundial antidoping).

Notícias relacionadas