Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Esportes

Eleições no Vitória: 'A sardinha vai voltar a ser sardinha', diz Raimundo Viana

Questionado sobre a relação com Manoel Matos, que integrou o conselho diretor quando Viana foi presidente, o cartola rubro-negro afirmou que não tem mais relação com ele

[Eleições no Vitória: 'A sardinha vai voltar a ser sardinha', diz Raimundo Viana]
Foto : Matheus Simoni/Metropress

Por Matheus Simoni no dia 10 de Abril de 2019 ⋅ 10:15

Ex-presidente do Vitória e candidato à eleição que está marcada para o próximo dia 24 de abril, Raimundo Viana disse que vai trabalhar para retomar a hegemonia do futebol no estado. Em entrevista à Rádio Metrópole hoje (10), durante o Jornal da Bahia No Ar, o ex-dirigente voltou a chamar o rival tricolor de "sardinha".

"Hoje é verdade, mas comigo a sardinha vai voltar a ser sardinha. Pode anotar isso. No meu tempo, a sardinha entrava perguntando de quando a gente iria perder. E eu não ganhei só no Barradão não, eu ganhava na nossa casa de veraneio. Onde quer que o Vitória jogasse, ele era o favorito", ironizou o dirigente. 

Questionado sobre a relação com o ex-vice-presidente Manoel Matos, que integrou o conselho diretor quando Viana foi presidente, o cartola rubro-negro afirmou que não tinha relação com ele. Atualmente, Matos é integrante da chapa de Paulo Carneiro, que também tentará a eleição. "Se me perguntar quantas vezes eu tomei café com Marcus Sarmento [candidato ao cargo de vice-presidente], eu falo que nenhuma. Eu assistia jogo logo acima dele. Se é um torcedor, eu vou botar lá dentro. Se não fizer nada diferente. Mas quanto a ele, ninguém sabia quem era ele na Bahia esportiva", declarou o ex-presidente.

Raimundo Viana prometeu fazer uma avaliação do atual elenco do Vitória para identificar possíveis mudanças. "A comissão vai ser reavaliada. Estamos mais pra lá do que pra cá. Iremos sempre pautar nossos atos pela lealdade, respeito aos profissionais. O Vitória não pode querer continuar com pelo menos 50% do atual elenco", finalizou.

Notícias relacionadas

[Flamengo é campeão brasileiro de 2020]
Esportes

Flamengo é campeão brasileiro de 2020

Por Matheus Simoni no dia 25 de Fevereiro de 2021 ⋅ 23:38 em Esportes

Time carioca disputou até o último minuto com o Internacional, que ficou distante do título por apenas um gol