Esportes

Autópsia detecta alto nível de monóxido de carbono no corpo de Emiliano Sala

O jogador argentino faleceu em acidente aéreo em janeiro e caso é investigado

[Autópsia detecta alto nível de monóxido de carbono no corpo de Emiliano Sala]
Foto : Divulgação

Por Lara Curcino no dia 14 de Agosto de 2019 ⋅ 16:20

O jogador Emiliano Sala, que morreu em janeiro após o avião em que estava cair no canal da Mancha, na Europa, foi exposto antes do óbito a alto nível de monóxido de carbono.

A Divisão de Investigação de Acidentes Aéreos do Reino Unido divulgou hoje (14) que os exames toxicológicos na autópsia detectaram que o atacante argentino possuía 58% da substância no sangue. 

A quantia encontrada seria o suficiente para causar desorientação, convulsões ou ataques cardíacos. Como o caso está sendo investigado, a descoberta levanta questionamentos sobre como o monóxido entrou na cabine e pode mudar o curso do inquérito. 

O atleta, que atuava pelo Nantes, havia acertado para jogar no time inglês Cardiff, na contratação mais cara da história do clube (£ 15 milhões). Na viagem, Sala estava seguindo para a cidade britânica de Cardiff para assinar contrato.

Notícias relacionadas