Usamos cookies para personalizar e melhorar sua experiência em nosso site e aprimorar a oferta de anúncios para você. Visite nossa Política de Cookies para saber mais. Ao clicar em "aceitar" você concorda com o uso que fazemos dos cookies

Esportes

Presidente do Bahia critica arbitragem de jogo contra o Santos: 'Merdinhas'

m entrevista exclusiva à Rádio Metrópole depois do jogo, Bellintani criticou a arbitragem e reclamou da ferramenta de checagem de lances polêmicos

[Presidente do Bahia critica arbitragem de jogo contra o Santos: 'Merdinhas']
Foto : Divulgação/ECB/Felipe Oliveira

Por Matheus Simoni no dia 31 de Outubro de 2019 ⋅ 21:44

O presidente do Bahia, Guilherme Bellintani, ficou enfurecido com a derrota do tricolor para o Santos na noite de hoje (31), na Vila Belmiro. O time baiano foi derrotado por 1 a 0, em gol marcado no segundo tempo. O Esquadrão chegou a empatar a partida em gol de Juninho, mas a arbitragem, com auxílio do vídeo, anulou o lance, identificando impedimento do lateral-esquerdo Moisés. Em entrevista exclusiva à Rádio Metrópole depois do jogo, Bellintani criticou a arbitragem e reclamou da ferramenta de checagem de lances polêmicos.

"Fizemos um péssimo jogo. Isso é indiscutível. Mas o que dá para falar é simples: o juiz e o árbitro de vídeo, desde o começo, já estavam determinados a quem eles queriam que ganhasse o jogo. Está muito claro isso desde o posicionamento sobre falta, cartão e uma série de outras coisas. O zagueiro do Santos fez uma falta e ele foi verificar se tinha amarelo para dar outro cartão amarelo ou não. Muito mal-intencionado", declarou.

Ele acrescentou que os representantes da arbitragem de vídeo são "merdinhas" contra o time baiano. "Sobre o VAR é muito simples: o lance que eles usaram para marcar o impedimento de Moisés, a bola já tinha saído do pé de Marco Antônio. O que existe hoje são merdinhas que ficam na porra da cabine do VAR decidindo que horas a bola sai", declarou.

Enfurecido, o dirigente reclamou da gestão da CBF e de constantes erros contra o Bahia. "Não é só com o Bahia não, é com qualquer um que entra em campo para abalar o sistema e dizer que esse time tem condição de disputar alguma coisa maior. A CBF vai lá e faz isso. Esses merdas aí têm que provar agora que a bola, na hora que saiu do pé de Marco Antônio, é a hora que ele paralisa a jogada. Desse jeito, vamos ficar jogando videogame e determinar quem ganha e quem não ganha o jogo. Não é possível um negócio desse. É só olhar o lance. Não existe mais mesma linha no futebol brasileiro. Então acabou, coloca aí quem vai ganhar o Campeonato Brasileiro, coloca um videogame para manipular o VAR e pronto, suspende o campeonato. Puta que pariu", finalizou.

Notícias relacionadas

[Flamengo é campeão brasileiro de 2020]
Esportes

Flamengo é campeão brasileiro de 2020

Por Matheus Simoni no dia 25 de Fevereiro de 2021 ⋅ 23:38 em Esportes

Time carioca disputou até o último minuto com o Internacional, que ficou distante do título por apenas um gol